Oliveira do Bairro: Autarquia assume “cautelas” mas sem perder “a ambição”

682

“Rigor” e “prudência” marcam a “estratégia” da Câmara de Oliveira do Bairro para 2023, admitindo-se, desde já, que as cautelas, sem perder “a ambição”, terão continuidade em “anos seguintes”.

Duarte Novo, presidente da edilidade, justifica a postura tendo em conta a atual “conjuntura mundial, marcada por uma inflação muito elevada, que tem um impacto significativo na gestão corrente dos serviços do município”.

Como exemplo, é apontado o custo com a energia no orçamento para 2023, de 1,7 milhões de euros, ou seja, mais 700 mil euros do que em 2022, o “que tem um peso considerável no total das despesas da autarquia”.

Uma “conjuntura difícil” mas “desafiante”, que “obriga a ser cada vez mais criativos na gestão dos recursos municipais, que são de todos”, refere o autarca em comunicado a pretexto da aprovação das Grandes Opções Plano (GOP) e orçamento para o ano já em curso.

Ainda assim, Duarte Novo acredita que “a gestão rigorosa das finanças do município, que temos concretizado nos últimos quatro anos”, permite “a libertação de recursos que nos possibilitam continuar a apoiar a sociedade civil, e em especial os que mais necessitam”.

As GOP apresentam uma verba de 23,386 milhões de euros, montante que é superior ao aprovado no ano transato.

“Continuidade estratégica”

A Câmara garante a “continuidade” da “estratégia, que assenta em pilares” considerados “fundamentais”, como o desenvolvimento económico e criação de emprego, melhor educação e melhor qualidade de vida.

» As maiores apostas e investimentos são nas áreas da Educação (4,5 milhões de euros), Desenvolvimento Económico (3,8 milhões de euros), Rede Viária (1,5 milhões de euros), Saúde (1,3 milhões de euros), Cultura (1,3 milhões de euros), Habitação (800 mil euros, de um total de 3,2 milhões de euros até 2026) e Ação Social (600 mil euros);

» Na estratégia para os próximos anos, em termos de investimento plurianua, destaca-se a área do desenvolvimento económico, com um investimento nas zonas industriais de Vila Verde, Bustos, Palhaça e Oiã superior a 5,5 milhões de euros, até 2025;

» Na área da regeneração urbana, o município vai continuar a promover a revitalização urbanística em todo o concelho. A regeneração da Vila de Oiã prevê  a requalificação do  parque de estacionamento subterrâneo, com um investimento superior a 4 milhões de euros.

» Destaque ainda para a requalificação dos largos do Silveiro e do Carro Quebrado, a requalificação do quartel da GNR de Oliveira do Bairro, a aguardar “portaria ministerial que autoriza o financiamento”, a requalificação e ampliação do Tribunal de Família e Menores (Casa Verde);

» A autarquia oliveirense pretende avançar com o alargamento do pontão sobre a Linha do Norte da ferrovia, em Oliveira do Bairro, para garantir maior segurança à população que utiliza esse troço e fluidez do trânsito, nomeadamente de veículos pesados, num investimento estimado em 1,5 milhões de euros;

» Na área da Educação, está a concluir os projetos de execução da requalificação da Escola Secundária de Oliveira do Bairro, que apresenta um investimento superior a 1,2 milhões de euros, que se prevê vir a contar com o apoio de fundos comunitários. A requalificação e reabilitação da EB 2,3 Frei Gil, em Bustos, continuará a ser concretizada;

» A autarquia pretende também incrementar a aposta nos seus munícipes mais jovens, avançando, pela primeira vez no concelho, com a elaboração do Plano Municipal para Juventude e com investimentos previstos nesta área em valores superiores a 580 mil euros.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.