“Não nos queremos habituar a não ganhar” – Cajó (treinador do Beira-Mar)

786
Mourisquense - Beira-Mar (18-11-2018). Foto do Facebook do Beira-Mar.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Beira-Mar desloca-se, este domingo, a Esmoriz, a contar para a 17ª jornada, em busca do regresso às vitórias, após o empate consentido na receção ao União de Lamas (0-0).

A formação aveirense, líder do principal campeonato distrital com 41 pontos e menos um jogo, irá encontrar o sétimo classificado, com 26 pontos.

O avançado Artur continua de fora, cumprindo o segundo de dois jogos de castigo. Rui Sampaio já estará disponível para ajudar no meio campo, se for chamado à equipa.

A equipa da Barrinha não perde há quatro jogos, tendo empatado os últimos três. Na jornada anterior, dividiu pontos em Mourica (2-2).

Cajó, treinador aurinegro, aproveitou a antevisão da partida, para destacar, antes de mais, o desempenho “muito competente” dos seus jogadores no jogo com “uma boa equipa” como é o Lamas, apesar do resultado menos positivo. Apesar do empate, o Beira-Mar beneficiou da derrota do Bustelo, segundo classificado.

Para Esmoriz, o técnico está contar com um adversário “muito forte em casa”, onde perdeu apenas por uma vez.

“Trabalha muito e bem, muito aguerrida e com muita juventude, organizada. Será difícil, como são todos os adversários. Mas esperamos voltar às vitórias, o que para nós é muito importante. Não nos queremos habituar a não ganhar”, disse Cajó, esperando vencer os dois jogos em falta da primeira volta.

Mais informações em http://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=126251