Mobilidade sustentável em tempo de férias

882
Praia da Barra, Ílhavo.
Dreamweb 728×90 – Video I

Mal começa o calor, a ansiedade das férias ataca e todos suspiramos pelo dia em que finalmente, ao fim de um ano de trabalho, podemos quebrar a rotina.

Por Zero.org

É verdade que nós vamos de férias, mas o aquecimento global não! Por isso, cada decisão que tomamos, em relação ao modo como nos deslocamos ou ao tipo de alojamento que escolhemos para as nossas férias tem um impacto na emissão de gases com efeito de estufa.

Queres medir a pegada carbónica das tuas férias?

Está ao nosso alcance desfrutar de uns dias de descanso de forma mais responsável e amiga do ambiente, se assim o desejarmos. Nesta ferramenta (em inglês) podes simular a tua pegada carbónica em função do meio de transporte e do tipo de alojamento, permitindo-te depois escolher a melhor opção.

Como garantir mobilidade sustentável em tempos de férias?

Se vai viajar para o estrangeiro:

Tente diminuir a distância percorrida ou mudar o transporte utilizado, em anos alternados. Se este ano for viajar para um país distante, escolha destinos e alojamentos com certificação de sustentabilidade, tente fazer parte do percurso de comboio e não queira ver tudo de uma vez. Prefira ver menos locais, mas com mais calma e em mais detalhe.
Ao visitar uma cidade, use os transportes públicos e ande a pé. Seja criativo e prepare a deslocação com antecedência. Tente viajar com pouca bagagem e com roupa e calçado confortável, para não ser tentado a alugar um automóvel. Se o fizer, opte por um elétrico com o tamanho adequado ao número de pessoas e à bagagem.
Se vai visitar uma zona de campo, prefira uma bicicleta elétrica ou uma trotinete em vez de um carro. Pode ser bem mais divertido, nos países que têm uma rede viária preparada para os meios de mobilidade suave, como é o caso dos Países Baixos.
Dedique algum tempo a pesquisar os destinos, as companhias aéreas, os alojamentos, para garantir que estão a fazer esforços para melhorar a sua sustentabilidade. Não se esqueça que os cruzeiros têm uma pegada enorme. Evite-os sempre que possível.

Se vai viajar cá dentro:

Quando for com a família para a praia, organize-se com os amigos, para poderem partilhar o carro. Escolha horários desencontrados com as horas de ponta. Procure alojamentos que permitam ir a pé para a praia. Grupos conseguem preços bem mais convenientes.
Se pretende umas férias de descanso e não quer a confusão das praias, opte por um local que lhe permita estacionar o carro no primeiro dia e só pegar nele no dia de vir embora. Em Portugal existem locais onde a natureza é idílica e aldeias onde se vive um ambiente de enorme tranquilidade que permite limpar a mente e reduzir a quase nada o seu impacto de emissões.
Para os desportistas existe uma enorme variedade de atividades que podem organizar como descidas de rio, percursos de montanha ou outro tipo de atividades de pegada baixa.
E para aqueles que ficam por casa, também têm disponíveis uma série de atividades de baixo custo que podem fazer com que se sintam de férias, mas sem gastar dinheiro. Mais uma vez a criatividade está na ordem do dia.

* Artigo divulgado pela Associação Sistema Terrestres Sustentável.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.