Miguel Valença comprometido em dar ao Beira-Mar “muito mais vitórias”

903
Miguel Valença, treinador do Beira-Mar.
Dreamweb 728×90 – Video I

Miguel Valença assume a responsabilidade de melhorar os resultados do Beira-Mar. O novo treinador tem no próximo domingo a sua estreia, na receção ao Machico, o primeiro jogo de 2023. Espera-se nas hostes aurinegras que a jornada 13 seja de sorte.

Artigo relacionado

Miguel Valença “entusiasmado” com desafio proposto pelo Beira-Mar

O técnico está consciente da tarefa dada pela direção, que passa por “muito mais vitórias”, contando “que os sócios continuem a ser o 12ª jogador para nos ajudarem”.

Nas palavras deixadas no espaço “Centenário à Beira-Mar”, reafirmou o objetivo primeiro de garantir a manutenção no Campeonato de Portugal, “com muitas mais alegrias do que teve até agora, lutando em todos os campos pelos três pontos”.

Depois um ciclo vitorioso será capaz de tirar o clube dos lugares de descida para patamares acima poderá, depois, dar força, a outra meta, que seria chegar ao play off da subida.

“Enquanto for matematicamente possível, vamos estar atrás disso. Vamos lutar sempre pelos três pontos. Há muitos pontos, no final fazem-se as contas”, afirmou Miguel Valença sem esquecer que a primeira conquista será estabilizar no Campeonato de Portugal.

Miguel Valença tem uma entrada com três jogos na mesma semana. Depois da receção ao Machico, o Beira-Mar vai a Viseu jogar com o Académico (oitavos-de-final da Taça de Portugal) e no domingo seguinte recebe o Camacha.

“Vamos pensar em um jogo de cada vez, não estar a dizer que é só campeonato e para a Taça vamos só passear a Viseu. Vai dificultar três jogos em oito dias, há muitos fatores. Vamos olhar primeiro para o Machico”, referiu o treinador.

Discurso direto

“Percebi que o plantel é um grupo que se dá bem, saudável. Os jogadores querem dar a volta. Só somos treinadores se eles renderem dentro do campo. Nesta semana que fizemos depois do Natal, vi muito compromisso e dedicação.  Temos ideias e modelos diferentes necessariamente, mas estão recetivos a isso e a lutar por elas. Somos todos um para levar o Beira-Mar a ter mais sucesso”.

“Gosto de equipas com coragem e ambição, aliada ao trabalho coletivo e individual em alguns momentos. Gosto de futebol apoiado e ataque posicional num 4X4X2 ou 4X3X1, sou um treinador que joga para vencer. Se tiver de ser em transição direta, também vai ser. Por vezes, os jogadores vão ter de se adaptar ao jogo. Interessa a dinâmica.” 

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.