Julgamento em Aveiro de marroquino acusado de terrorismo fica sem efeito

1112
Tribunal de Aveiro.

O julgamento no qual um cidadão marroquino suspeito de pertencer ao grupo Estado Islâmico e de recrutar operacionais em Portugal respondia por crimes de falsificação de documento e contrafação de moeda, que decorreu em Aveiro, foi dado sem efeito.

A decisão consta de um despacho proferido pelo coletivo de juízes do Tribunal de Aveiro responsável pelo julgamento do caso, a que a Lusa teve hoje acesso (ler artigo).