“Iremos, indubitavelmente, para melhor” – Hugo Coelho (presidente do SC Beira-Mar)

2281
Estádio Mário Duarte, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Para que todos possamos ficar com uma cadeira e um pouco de relva para
recordação, em articulação com a Câmara Municipal de Aveiro e com o empreiteiro da obra de demolição, no próximo sábado, dia 20 entre as 9H00 e as 12H00, todos os sócios e adeptos poderão deslocar-se ao Estádio Municipal Mário Duarte para esse fim.

Por Hugo Coelho *

Iniciou-se esta semana a obra de demolição do Estádio Municipal Mário Duarte. Deixamos um pouco de nós, das nossas vivências e das nossas alegrias, que nunca serão apagadas da nossa memória.

Enobrece-nos o facto de, naquele local mítico, dar-se continuidade à melhoria de vida de todos nós, e que virá através da expansão do Hospital Distrital de Aveiro.

O momento é este, é neste período de fragilidade sanitária que temos de dar o sinal de crescimento num setor muito fustigado, o da saúde.

O Clube está, e estará sempre, do lado da solução, e sempre com espírito de responsabilidade social e comunitária.

O crescimento faz-se de estabilidade e de confiança, e é com sentido de missão, de responsabilidade e de partilha de necessidades que se encontram os melhores caminhos. Foi com estes pressupostos que o Clube e a Câmara Municipal de Aveiro colmataram as necessidades de ambos, e se perspetivou o futuro, e foi com este dever que o Complexo de Futebol passou de dois para quatro campos, acrescido, ainda, de uma área técnica de 1.500m2. Foi, também, com este mesmo dever, que Estádio Mário Duarte foi libertado para um bem maior e necessário – a expansão do nosso Hospital.

Iremos, indubitavelmente, para melhor, para um complexo que cresce diariamente a um excelente ritmo, para que, em breve, tenhamos todo o nosso universo de futebol a usufruir daquele espaço de excelência e que nos dará um futuro próspero.

São muitas e inolvidáveis memórias. Desde as inesquecíveis vitórias, ao espírito comunitário, à confraternização, às glórias que pisaram aquele relvado, às bancadas repletas, sempre se viveu o Estádio Municipal Mário Duarte com alegria e felicidade.

Fica na memória um campo onde as balizas eram defendidas herculeamente, onde os beiramarenses honraram a camisola aurinegra e o emblema que nela ostentavam. Uns começaram a ver futebol pela mão do pai, outros pela do avô, do tio ou irmão mais velho, mas todos nós o fizemos no mesmo Estádio, naquele cujas vivências perpetuarão para sempre na nossa memória, e jamais serão apagadas.

Contaremos orgulhosamente aos nossos filhos e netos, aquela que era a ambiência do velhinho Mário Duarte. Perpetuaremos toda a mística nele existente, e que nos apaixonou durante décadas. Eternizaremos as alegrias, vitórias, conquistas e sonhos.
Infelizmente, devido às restrições provocadas pelo COVID 19, não é possível realizar a
festa de despedida que o Estádio, o Clube, os Sócios, os Adeptos e as nossas Gentes
mereciam. Contudo, em nada diminui todas as boas recordações que permanecerão
na nossa memória.

O espólio e a documentação que ainda se encontravam no Estádio Mário Duarte
foram, naturalmente, preservados e transportados para a nova casa do Beira-Mar,
fazendo parte de mais um legado a perpetuar.

Todos os treinos, de todas as equipas, foram acautelados. Num esforço conjunto entre
o Clube e a Câmara Municipal de Aveiro, foram criadas todas as condições para que a
atividade do Clube se desenrole naturalmente.

Para que todos possamos ficar com uma cadeira e um pouco de relva para
recordação, em articulação com a Câmara Municipal de Aveiro e com o empreiteiro
da obra de demolição, no próximo sábado, dia 20 entre as 9H00 e as 12H00, todos os
sócios e adeptos poderão deslocar-se ao Estádio Municipal Mário Duarte para esse
fim.

Assim, teremos sempre uma peça que referenciará as nossas memórias.

Neste momento de mudança, em que o novo Complexo de Futebol está a ser erguido,
e se avizinha a mudança para aquela que já é a nossa casa, deixamos um enorme
agradecimento a todos os clubes e entidades que, nestes longos anos de dificuldade,
sempre nos ajudaram e facilitaram campos para treinar e jogar. Ficam palavras amigas
e de agradecimento ao Barroca, Estrela Azul, ARCO, Eixense, Bonsucesso, São
Bernardo, Beira-Vouga, São João de Loure, NEGE, Sousense, Calvão, Stº André, Oiã,
Bustos, Campus 7, Seminário, Universidade de Aveiro e Junta de Freguesia de São
Jacinto.

Endereçamos, também, agradecimento ao nosso grande parceiro, à Câmara Municipal
de Aveiro, pela ajuda incondicional nestes tempos difíceis, pela disponibilização de
infraestruturas, pela superação de dificuldades, na procura de soluções e,
principalmente, na partilha do árduo caminho que percorremos. Estamos gratos e
confiantes que o futuro continuará a ser próspero e risonho. Saborearemos,
certamente, muitos sucessos juntos!

Nada será apagado da nossa memória. Vamos continuar a escrever a nossa história
naquela que, já é a nossa casa – o Estádio Municipal de Aveiro e o Complexo anexo.

Hugo Coelho, presidente do Beira-Mar.

* Presidente do Sport Clube Beira-Mar.

 

 

 

 

 

Artigo relacionado

Início da Demolição do Antigo Estádio Mário Duarte / Importante passo rumo à ampliação do Hospital de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos