Investigadora da UA recebe 250 mil euros para estudar esclerose sistémica

591
Esclerodermia.
Comercio 780

Catarina Almeida, professora do Departamento de Ciências Médicas e investigadora do Instituto de Biomedicina (iBiMED) da Universidade de Aveiro (UA), recebeu um prémio de 250 mil euros da Edith Busch Foundation e World Scleroderma Foundation (WSF) para desenvolver um projeto de investigação na área da esclerose sistémica, nos próximos três anos.

A esclerose sistémica, ou esclerodermia, é uma doença crónica rara, caraterizada por alterações vasculares e um aumento da rigidez da pele e órgãos internos.

Continuar para ler artigo do site UA.pt.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780