Inova-ria procura 25 startups tecnológicas ligadas à Economia do Mar

736
Projeto PLATICEMAR.
Smartfire 728×90 – 1

35 candidaturas, abrangendo diversas áreas ligadas ao médio-alto conhecimento e tecnologia, concorreram ao projeto PLATICEMAR, que é coordenado pela Inova-Ria, uma rede nacional de inovação com sede em Aveiro.

Um concurso lançado para dinamizar “o empreendedorismo na Economia do Mar”, nomeadamente nas áreas das Tecnologias da Informação, Comunicação e Eletrónica (TICE) que mereceu destaque na newsletter do Programa Compete 2020.

Liderado pela Inova-Ria, o projeto PLATICEMAR conta com os parceiros Fórum Oceano, ACIFF, NERLEI e SINES TECNOPOPLO, sendo cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Promoção do Espírito Empresarial.

O júri do concurso de ideias de negócio irá agora prosseguir com avaliação das candidaturas submetidas, selecionando as 25 melhores propostas a integrar “um programa de mentoria e aceleração, que lançará as bases para a criação de startups tecnológicas ligadas à Economia do Mar.”

O projeto envolve um investimento elegível de 704 mil euros, que resultou num incentivo FEDER de cerca de 598 mil euros.

Discurso direto

“Acreditamos que o projeto PLATICEMAR tem contribuído positivamente para o posicionamento do setor TICE, enquanto setor transversal às restantes áreas de atividade, fomentando o empreendedorismo e a inovação e explorando as oportunidades e desafios num setor tradicional como a Economia do Mar. Os contributos recolhidos através das várias atividades realizadas no âmbito do projeto permitem aos players e stakeholders destes setores a definição de estratégias e decisões mais conscientes para operarem nos mercados nacionais e internacionais” – ” Paulo Marques, Gestor Executivo da Inova-Ria.