Indústria automóvel nacional marca encontro para Ílhavo

2034
Renaul,t, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel (AFIA) escolheu Ílhavo para palco do 9º Encontro da Indústria Automóvel, a 23 de janeiro, que é subordinado ao tema “Crescimento na Mudança”.

“Uma oportunidade para que todas as entidades relacionadas com o sector automóvel troquem experiências e reflictam sobre temas que o caracterizam, numa perspectiva nacional e internacional”, refere a associação mais representativa de um importante cluster da economia portuguesa.

Os trabalhos vão ter lugar no auditório do Museu da Vista Alegre, com abertura a cargo do Secretário de Estado da Internacionalização.

Seguir-se-á a caracterização da indústria automóvel em Portugal, a cargo da AFIA, e um primeiro painel com especialistas em ‘Recursos Humanos’

Da parte da tarde, será apresentado o estudo “Global Automotive Supplier Study 2018”, pela consultora Roland Berger, e um segundo painel alusivo ao tema “Factores competitivos da indústria portuguesa”.

A região de Aveiro conta com diversas empresas de destaque na indústria automóvel, nomeadamente fornecedores de componentes, como a Renault, em Cacia, moldes e têxtil (Aveiro Norte).

Relevo ainda para a atividade da Toyota, em Ovar, na montagem de veículos, e das fundições de multinacionais, como a Sakthi (Águeda) e Eurocast (Estarreja).

Qualidade, preço e serviço são os trunfos principais

O sector, tido como competitivo “em qualidade, preço e serviço”, representa em Portugal atualmemte cerca de 13% das exportações de bens e serviços, movimentando 7,6 milhões de euros.

Em 2018 deverá manter a tendência de crescimento a uma média de 6% a 7% e vai continuar a contribuir para o aumento do emprego em Portugal, apesar das dificuldades de encontrar mão de obra à altura.

Existem cerca de 220 empresas ligadas a este setor atualmente em Portugal, empregando mais de 47.000 pessoas.