Ílhavo: Obras de pavimentações viárias, Bairro do Bebedouro e parque da Malhada recebem ‘luz verde’

1282
Cidade de Ílhavo.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Ílhavo adjudicou a empreitada de conservação e abertura de novas pavimentações no concelho durante 2020 num investimento de 197.882 euros.

As obras de conservação e requalificação viária têm um prazo de execução de 60 dias, destinando-se a “promover melhores condições de mobilidade e acessibilidade, seja para os munícipes, para o tecido empresarial e económico ou para quem visita o município.”

Está prevista, entre outras, a intervenção na Rua da Barca, que faz a ligação a Vagos, um “eixo estruturante para a atividade económica de muitas empresas da Zona Industrial da Mota.”

A empreitada engloba ainda a pavimentação e requalificação do Beco da Rua D. Carlos, do Caminho do Depósito Água nos Moitinhos, do Beco dos Escuteiros, da Rua da CERCIAV, da Rua das Quintãs, da Rua 25 de Abril, da Rua Manuel Silva, da Rua Dinis Gomes, da Rua Visconde de Almeida, da Travessa do Margaça e na Lagoa, abrangendo as Freguesias de S. Salvador, Gafanha da Nazaré e Gafanha da Encarnação.

Noutro âmbito, o executivo ilhavense informa que abriu concurso público para a requalificação do Bairro do Bebedouro, na Gafanha da Nazaré.

Em causa, melhoramentos nos Blocos 2 e 5 do conjunto habitacional .

O valor base é de 199.866 euros (acrescido de IVA), com um prazo de execução de 180 dias.

A requalificação está prevista no Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas, integrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano – PEDU Ílhavo, financiado através do Programa Comunitário Centro2020.

A obra prevê o tratamento de fachadas, substituição de caixilharias, revestimento de cobertura, pinturas gerais interiores, substituição de pavimentos e revisão das instalações técnicas.

Por último, a Câmara dá conta da abertura de concurso público para a requalificação do parque da Malhada pelo valor base de 628.019 euros (acrescido de IVA) e prazo de execução de sete meses.

A obra está integrada no Plano de Ação de Regeneração Urbana – PARU Ílhavo, para dotar espaço público entre o Pavilhão Municipal Capitão Adriano Nordeste e a Piscina Municipal de Ílhavo de “apoios indispensáveis a um uso mais intenso das suas componentes de lazer e desporto, seja através da reabilitação urbanística, seja ao nível dos equipamentos e mobiliário urbanos”.

Ao mesmo tempo, a obra irá fazer a “articulação funcional e urbanística com a requalificação, já em curso, do Jardim Henriqueta Maia, nomeadamente através da promoção da sua acessibilidade a peões e ciclistas.”

Publicidade, Serviços & Donativos