IEFP de Aveiro com curso de Técnico de Comunicação e Marketing Digital em Turismo

1350
Presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, à esquerda, com o diretor regional do IEFP do Centro, António Alberto Costa.

O curso de Técnico de Comunicação e Marketing Digital em Turismo preparado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e Turismo Centro de Portugal (TCP) vai estar disponível no Centro de Emprego e Formação Profissional de Aveiro, entre outros da região.

São 600 horas de formação em quatro módulos, 300 horas em sala e outras tantas de formação prática em contexto de trabalho.

O novo curso em regime laboral, a tempo parcial, com uma carga horária semanal máxima de 28 horas, foi apresentado ontem em Aveiro.

O plano de estudos é composto por quatro módulos, a saber: “O Turismo em Portugal” (25 horas), “Comunicação em Língua Estrangeira” (100 horas), “Atendimento e Serviço ao Cliente” (100 horas) e “Comunicação e Marketing Digital” (75 horas).

Já a formação prática em contexto de trabalho será assegurada através de parcerias com empregadores que podem beneficiar dos programas de apoio ao emprego do IEFP, nomeadamente Estágios Profissionais e Contrato Emprego.

Discurso direto

“Numa altura em que o turismo se constitui como uma das principais atividades económicas do país, assumem importância acrescida a qualificação e competências de quem trabalha nesta atividade. Com este curso, pretende-se tornar a atividade turística cada vez mais aliciante para os jovens licenciados, ou com o 12.º ano. No IEFP, queremos continuar a criar novas oportunidades, antecipando novas profissões e novos negócios, e apostar na aprendizagem ao longo da vida, possibilitando múltiplos trajetos para os profissionais” – António Alberto Costa, diretor regional do IEFP.

“Os números recentes do INE comprovam que em 2019 se ultrapassou, pela primeira vez, a barreira de 7 milhões de dormidas no Centro de Portugal. Este processo de crescimento consolidado da região coloca novos desafios. O aumento da procura traz novos viajantes, que têm preocupações diferentes, como diminuir a sua pegada ecológica ou imergir nas culturas locais. Procuram também produtos turísticos diferentes, como o enoturismo, o turismo espiritual ou o turismo LGBT. Para dar resposta a estas novas solicitações, precisamos de profissionais disponíveis para esta procura, que sejam qualificados e que tenham um mix de competências. Este novo curso formativo responde a esta necessidade e vem, por outro lado, ao encontro de outro desafio, que é o da valorização das profissões associadas ao Turismo. É exigência do Turismo Centro de Portugal que se pague um valor justo a quem trabalha nesta área” – Pedro Machado, presidente do TCP.

Publicidade, Serviços & Donativos