Hospital de Oliveira de Azeméis precisa de reforço de meios técnicos e humanos

185
Hospital de Oliveira de Azeméis.
Smartfire 728×90 – 1

A deputada do PSD Helga Correia “exortou” a nova ministra da saúde a reforçar os meios técnicos e humanos do Hospital S. Miguel, de Oliveira e Azeméis, refere um comunicado do grupo parlamentar social democrata.

A eleita pelo círculo distrital de Aveiro falava numa audição à governante a pretexto do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2019, lembrando que “o reforço de meios internos dispensaria a contratação de camas ao exterior.”

As “carências” sentidas no Hospital S. Miguel “estão diagnosticadas” e “são do conhecimento da tutela”, relacionado-se com “a falta de meios humanos na medicina interna e na área de cuidados paliativos”, assim como “défice de médicos internistas durante o período noturno”.

Helga Correia desafiou a ministra a reforçar os meios técnicos e humanos da unidade hospitalar que dispõe de cuidados paliativos em hospital de dia, “mas ainda não tem resposta de camas em cuidados paliativos”. O serviço de internamento do hospital “com capacidade instalada para 42 camas tem tido uma ocupação de cerca de 25, também por falta de médicos.”

“A administração do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga já sinalizou a necessidade de reforço da dotação do quadro médico da instituição”, lembrou a deputada.

No caso concreto do Hospital S. Miguel, “um mês de contratação de camas ao exterior é suficiente para o pagamento dos recursos internos”, alertou Helga Correia.