Grupo no Facebook lança campanha para salvar o lugre-motor Argus

2470
Fotografia de Rui Jesus.
Smartfire 728×90 – 1

O grupo criado no Facebook “Vamos salvar o lugre-motor Argus” atingiu os dois mil membros, “algo surpreendente em apenas três dias” anunciou o adminstrador do perfil Rui Bela, cineasta de Ílhavo especialista na temática marítima, em particular na pesca do bacalhau.

A adesão à campanha “é revelador do interesse deste icónico património naval para muitos portugueses, espanhóis, franceses, argentinos, holandeses, ingleses!”, lê-se na mesma mensagem.

O grupo anunciou que pretende em breve marcar uma entrevista com a administração da Pascoal & Filhos, S.A., proprietária do mítico lugre para “dar a conhecer esta ‘task force’ que nasceu espontaneamente na sociedade civil e perceber a sensibilidade da empresa para este assunto”.

“Apenas queremos ajudar a fazer algo para que o Argus não caia no esquecimento. Quantos mais formos e mais dinâmicos nos revelarmos, menos dificil tornamos esta aventura”, refere Rui Bela, dando o navio-hospital Gil Eanes como “o melhor exemplo de como meia dúzia de amigos conseguiram salvar o navio e naquilo que se tornou.”

O lugre-motor encontra-se há vários anos no cais dos bacalhoeiros da Gafanha da Nazaré, em estado avançado de degradação, depois de ter sido adquirido pela Pascoal & Filhos a um operador turístico das Caraíbas. A empresa recuperou outro navio mítico da frota bacalhoeira, o Santa Maria Manuela, entretanto vendido ao grupo Jerónimo Martins.

“Irmão” do Creoula e do Santa Maria Manuela, o Argus está imortalizado no documentário “A Campanha do Argus”, realizado em 1950 por Allan Villiers.

Publicidade, Serviços & Donativos