GNR identificou suspeitos de venderem artigos furtados / Empresa ficou sem equipamentos eletrónicos no valor de 300 mil euros

6538
Artigos apreendidos pela GNR.

Uma operação do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Águeda da GNR permitiu identificar, esta semana, três homens (de 39, 44 e 52 anos) por tentativa de venda de material furtado em Albergaria-a-Velha.

“Os três suspeitos foram abordados pelos militares da Guarda quando tentavam vender dois tablets e dois telemóveis furtados ao responsável de uma empresa de material eletrónico alvo de furto e que previamente fora contactado pelos suspeitos”, refere um comunicado.

A empresa em causa tinha sido assaltada dois dias antes. Na altura, foram levados 1350 tablets e telemóveis, no valor de 300 mil euros.

Os militares da GNR, “alertados para a possibilidade de os aparelhos em questão poderem fazer parte do lote furtado, diligenciaram no sentido de abordar os suspeitos em flagrante delito.”

Assim, na sequência das ações policiais, foi efetuada uma busca à viatura utilizada pelos homens, onde foram detetados e apreendidos 95 quilos de enchidos, que se presume serem provenientes de um furto ocorrido numa empresa de bens alimentares, no dia 13 de junho, na localidade de Oliveira de Frades, e cujo valor total ascende a 6.000 euros.

Para além dos dois tablets, dos dois telemóveis e dos enchidos foram também apreendidos 6 890 euros em numerário que os suspeitos tinham na sua posse.

A ação teve o reforço do Posto Territorial de Albergaria-a-Velha.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Albergaria-a-Velha.

Publicidade, Serviços & Donativos