Futebol/ Ranking da UEFA: A Rússia já vai lá atrás

1198
UEFA.
Dreamweb 728×90 – Video I

Será bastante difícil no contexto atual do futebol europeu que Rússia ou Portugal consigam escalar até mais do que a sexta posição, e será também difícil que outro país menor classificado consiga alcançar estes dois.

Neste momento, decorre a segunda temporada desde que Portugal contou pela última vez com três equipas na Liga dos campeões, devido ao facto de se encontrar na sexta posição do ranking da UEFA.

Na temporada 2017/2018, foram Benfica, Porto e Sporting, as equipas portuguesas que marcaram presença na liga milionária. Além do facto de a sexta posição do ranking proporcionar o acesso à champions a três equipas, permite também que mais três clubes possuam a oportunidade de disputar a Liga Europa, sendo um total de seis os representantes de Portugal na Europa.

Desde aí, e com a perda de uma posição relativamente à Rússia, Portugal tem contado com um máximo de cinco representantes, sendo que destes apenas dois têm a oportunidade de disputar a prova máxima.

A alternância entre a sexta e a sétima posições tem tendência a tornar-se cíclica, pois é perfeitamente visivo o diferencial de patamar entre os chamados “big five” e os remanescentes países da europa. Neste momento o distanciamento entre o quinto classificado (França) e o sexto (Rússia) é superior a sete pontos, e a vantagem entre o sétimo (Portugal) e o oitavo (Bélgica) é superior a oito.

Será, portanto, bastante difícil no contexto atual do futebol europeu que Rússia ou Portugal consigam escalar até mais do que a sexta posição, e será também difícil que outro país menor classificado consiga alcançar estes dois.

Aqui, a vantagem estará sempre com o país com menor número de representantes, pois como o total de pontos conquistados é dividido pelo número total de clubes representantes do país, será tendencialmente mais simples para quem tem menos clubes envolvidos lograr uma melhor média, isto tendo em conta também a arduidade dos clubes destes dois países ombrearem com os clubes representantes das 5 melhores ligas.

Na pretérita temporada Portugal conquistou uma vantagem superior a três pontos relativamente à Rússia, e caso nesta época consiga uma diferença positiva de aproximadamente dois pontos, asseverará o regresso à sexta posição.

Neste momento, Portugal tem já um registo de 2,7 pontos conquistados a mais na presente época relativamente aos russos, o que no total, concede já uma vantagem de 1 ponto.

Portugal terá o resto da presente época e a próxima para tentar aumentar esta vantagem enquanto será teoricamente mais fácil consegui-lo, e mantendo a superioridade na presente época, garantirá já mais um representante europeu na temporada de 2021/2022.

David Vinagreiro.

* Formado em Ciências do Desporto, treinador de futebol ([email protected]).

Publicidade, Serviços & Donativos