Futebol: Beira-Mar aplaude novo modelo competitivo do CdP

1863
Beira-Mar - Marítimo (Taça de Portugal 2019-20).

“Boa decisão da FPF”. O presidente adjunto do Beira-Mar assume satisfação com a proposta do orgão máximo do futebol português para restruturar o Campeonato de Portugal (CdP) a partir da nova época, canceladas que foram as jornadas em falta da atual por força da pandemia do Covid-19.

O plano prevê um aumento do número de equipas na próxima temporada, com um total de 96 clubes: duas vindas da Liga Pro, 70 que permanecem, 20 que ascendem das competições regionais e quatro novas equipas B. Em 2021/20 avançará a Liga 3, competição qua passará a definir as promoções à Liga 2.

Afonso Miranda admite que o ‘desenho’ agora definido possa deixar alguns clubes descontentes, mas vê um consenso forte. “Não agrada a todos, mas agrada à maioria. Numa altura como estas, ter a coragem e o engenho para mudar o modelo competitivo e o profissionalismo merece o aplauso do Sport Clube Beira-Mar, que ja congratulou a FPF”.

O ‘homem forte’ do futebol aurinegro perspetiva ainda mais competitividade no CdP, elevando as exigências de equipas que têm ‘a mira apontada’ aos lugares de promoção.
“Vão ser dois anos muitos exigentes para o Beira-Mar que dará seguimento e prioridade ao crescimento das infraestruturas, da formação, da implementação social e do reforço da nossa identidade”, antevê Afonso Miranda.

“Não será fácil no plano dos seniores, pois o céu (3ª e 2ª Liga) está perto do inferno (distrital). Apenas duas certezas: o nosso caminho não se vai desviar mesmo não trazendo resultados imediatos e que se fosse fácil não era para nós”, remata o dirigente.

O Beira-Mar tem estado a ultimar o orçamento e a estrutura, plantel incluído, para ‘atacar’ a nova época, devendo revelar dentro de pouco tempo as ‘linhas de força’ e rostos principais da equipa.

Artigos relacionados

FPF avança com 3.ª Liga em 2021/22 e cria megaplano para o Campeonato de Portugal

Futebol: Arouca e Vizela sobem à 2.ª Liga

Futebol: FPF chuta ‘play-off’ para canto, Lourosa ameaça com pedido de indemnização

Publicidade, Serviços & Donativos

Comercio 780