Fragmento do Muro de Berlim exposto em S. João da Madeira

2233
Imagem cedida pela Câmara de S. João da Madeira.

O Muro de Berlim foi derrubado há 30 anos, no dia 9 de novembro de 1989. Em S. João da Madeira, há um fragmento dessa barreira que, durante 28 anos, dividiu a Alemanha.

Essa peça histórica, que faz parte da coleção “Norlinda e José Lima”, pode ser visitada na envolvente ao Centro de Arte Oliva, na alameda que atravessa os edifícios da Oliva Creative Factory.

José Lima destaca que este pedaço de história, que adquiriu em meados de 2018, tem uma grande relevância histórica, pois “é importante lembrar” e “transmitir às novas gerações” que, ao longo de quase 30 anos, houve um “muro da vergonha” criado para impedir a circulação entre Berlim Oriental e Ocidental.

O segmento do Muro de Berlim que se encontra em S. João da Madeira foi adquirido pelo casal sanjoanense José Lima e Norlinda Lima em 2018, que o integraram na sua coleção de arte, que tem sede no Centro de Arte Oliva.

Originalmente localizado na Potsdamer Platz, trata-se de um fragmento com um peso de cerca de 2600 quilogramas, tendo uma altura de 3,20 metros e uma largura de 1,25 metros.

Publicidade, Serviços & Donativos