Feira: Câmara vai rearborizar o percurso urbano do Cáster

1451
Percurso do Cáster, Santa Maria da Feira.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira vai rearborizar o percurso urbano do Cáster, entre a EB Fernando Pessoa e as Piscinas Municipais. A intervenção contempla a plantação de cerca de 2500 espécies autóctones e a criação de um prado florido para promover a polinização. Financiado a 100% por fundos comunitários FEDER, este projeto representa um investimento de 75 mil euros.

A rearborização e renaturalização do parque da cidade vai privilegiar a plantação de árvores e arbustos autóctones, como o carvalho, o amieiro, o sobreiro e o pinheiro-manso, bem como ações de desmatação e limpeza de infestantes. Serão ainda criadas áreas atrativas para a fauna silvestre, através da reabilitação das zonas húmidas existentes, e promovidas áreas de alimento e abrigo para polinizadores, nomeadamente um prado florido junto à EB Fernando Pessoa.

O anúncio da aprovação da candidatura “(Re)arborização e Renaturalização do Parque da Cidade – Santa Maria da Feira” pelo Portugal 2020 (REACT-EU) assume particular importância numa altura em que algumas das árvores plantadas recentemente ao longo do percurso do Cáster foram vandalizadas.

“Lamentamos estes atos gratuitos de vandalismo que põem em causa o esforço coletivo da Autarquia e da comunidade para recuperar e preservar um espaço natural e de lazer de excelência em pleno coração da cidade, mas não vamos desistir”, assegura o presidente da Câmara de Santa Maria da Feira.

“Continuaremos a rearborizar e a sensibilizar as populações para a importância de preservar a biodiversidade e valorizar o nosso património natural”, sublinha Emídio Sousa, garantindo que a recuperação ambiental deste de outros espaços naturais do concelho, como o Parque das Ribeiras do Uíma e a Mata do Castelo, onde têm sido plantadas milhares de árvores nos últimos anos, continuará a ser uma das apostas estratégicas do Município.

Refira-se que a arborização crescente de espaços verdes em meio urbano é um garante de sustentabilidade ambiental, restaurando, valorizando e protegendo os espaços de fruição pública e mitigando os riscos decorrentes das alterações climáticas.

“Considera-se a plantação de árvores a principal forma de combate às ondas de calor e um meio natural para o arrefecimento do meio ambiente, com um impacto positivo ao nível da resiliência, sustentabilidade e coesão territorial, sendo fundamental para a transição para uma economia verde e para o combate às alterações climáticas”, lê-se na fundamentação da candidatura apresentada pelo município feirense.

O projeto de rearborização e renaturalização do percurso urbano do Cáster prioriza, assim, o alargamento da extensão dos espaços verdes através da plantação de espécies autóctones e ripícolas, a promoção da biodiversidade, a reabilitação das zonas húmidas degradadas e a criação de zonas de abrigo e de alimento para os polinizadores, recuperando, restaurando e ordenando vale do rio Cáster, tendo sempre presente a limpeza e a desmatação de infestantes na envolvente da encosta do castelo.

Câmara de Santa Maria da Feira

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.