Feira: Agentes culturais recebem 87.000 euros no início da próxima semana

1593
Imaginarius, Feira.

A Câmara de Santa Maria da Feira vai transferir, segunda-feira próxima, cerca de 87.000 euros para o associativismo cultural.

A verba em causa representa 60% dos mais de 144.000 euros previstos para este ano, no âmbito do Programa de Apoio a Projetos Culturais (PAPC).

Os protocolos de parceria foram assinados pelos agentes culturais no ICC – Imaginarius Centro de Criação.

“O PAPC é um instrumento de desenvolvimento do setor cultural e criativo associativo de todo o concelho e tem-se assumido, desde a sua implementação, em 2015, como um compromisso que reforça a integração do movimento associativo na ação cultural do município de Santa Maria da Feira”, refere uma nota de imprensa.

O programa municipal promove igualmente “a cooperação, as relações de parceria e complementaridade, potenciando as sinergias entre os diversos agentes e as instituições do território”.

Santa Maria da Feira regista cerca de 300 entidades a operar na cultura, entre artistas independentes, de diferentes áreas artísticas, associações e empresas.

A Câmara avançou com um conjunto de apoios para o sector da cultura “procurando atenuar, como as dificuldades daqueles que, ao longo dos anos, contribuíram para a afirmação e consolidação de uma das marcas identitárias do nosso território, a cultura”, referiu o líder da edilidade, Emídio Sousa.

Foi decidido manter os apoios concedidos no PAPC 2020 e protocolos de parceria plurianuais (2018-2021), bem como o ajuste da calendarização dos projetos até 12 meses, desde a data inicialmente prevista para a sua realização.

“Está igualmente prevista, neste pacote de medidas de apoio à cultura do município de Santa Maria da Feira, a antecipação para julho, ao invés do previsto mês de outubro, da abertura dos concursos às medidas 1 e 2 do novo Programa Municipal de Apoio à Cultura, disponibilizando a autarquia para este efeito um investimento que ronda os 100.000 euros”, refere a autarquia.

Irá ser feito, ainda, o reagendamento dos espetáculos dos equipamentos culturais municipais até 12 meses após a data inicialmente prevista para a sua realização.

Publicidade, Serviços & Donativos