Expansão da Ria Stone já tem terrenos disponíveis

1359
Ria Stone.
Smartfire 728×90 – 1

O município de Ílhavo prepara a formalização da permuta de terrenos necessária ao crescimento da empresa cerâmica Ria Stone, do grupo Visabeira, que começou a ser instalada no concelho em 2013, encontrando-se desde então “em contínua e sustentada expansão”.

Nesse sentido, a autarquia recebeu uma área da Mata Nacional das Dunas da Gafanha, mas ficou obrigada a compensar a redução do património fundiário do Estado, entregando um terreno municipal de 2,4 hectares, bem como o pagamento de uma quantia de quase 129.500 euros.

Este passo praticamente final é dado na sequência da concordância do Estado, expresso no Decreto nº21/2019 do ministério da Agricultura, Florestal e Desenvolvimento Rural publicado no mês de agosto passado em Diário da República

Ficou autorizada, na altura, a exclusão de parcela de 2,112 hetares necessária para a ampliação, até agora abrangida pela Mata Nacional das Dunas da Gafanha.

Por deliberação recente do executivo municipal, as parcelas adquiridas ao Estado (21.120 metros quadrados) vão ser alienadas pela Câmara à Ria Stone por cerca de 235 mil euros.

A fábrica da Visabeira produz louça em grés, sendo fornecedora da cadeia Ikea.

O grupo pretende aumentar a sua capacidade produtiva da Ria Stone em mais de 18 milhões de peças/ano (60% da capacidade atualmente instalada) para atingir o volume de negócios de 25 milhões de euros.

A ampliação das suas instalações servirá para edificar uma área de aproximadamente 9.000 m2, num investimento de cerca de 15 milhões de euros poderá criar cerca de 70 novos postos de trabalho (mais informações).

O município ilhavense já esgotou os terrenos disponíveis para instalação de empresas na zona industrial da Mota.

Publicidade, Serviços & Donativos