Ex-agente imobiliária condenada a prisão suspensa por burlar casal amigo

1404
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Uma antiga agente imobiliária foi condenada pelo Tribunal de Aveiro, esta quarta-feira, a três anos e meio de prisão, com pena suspensa durante quatro anos, por burlar um casal emigrante de quem era amiga.

O acordão deu como provado apenas um dos três crimes imputados à arguida que terá, ainda assim, de indemnizar os lesados em 37 mil euros.

A ex-gerente de empresas imobiliárias, que tiveram atividade na cidade de Aveiro, viu ‘cair’ as acusações relativas aos dois outros crimes de burla “porque não se provaram os ilícitos”, explicou a juíza presidente ao dar conhecimento resumido da decisão. Ainda assim, ressalvou a magistrada, nada impede que os eventuais lesados movem ações judiciais, nos tribunais civis, para serem ressarcidos dos prejuízos sofridos.

Atualmente a trabalhar como administrativa, a arguida foi, entretanto, declarada insolvente.

No processo julgado no Tribunal de Aveiro estava acusada de ter enganado três clientes entre 2011 e 2017, apropriando-se indevidamente de uma quantia a rondar 125 mil euros.

Artigo relacionado

Agente imobiliária acusada de burlar clientes

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.