Estabilização do cordão dunar entre a Barra e Costa Nova em fase de concurso público

933
Praia da Costa Nova.
Dreamweb 728×90 – Video I

A empreitada para a recuperação e estabilização do cordão dunar entre as praias da Barra e da Costa Nova, em Ílhavo, foi lançada ontem a concurso público com um preço base de 373.187 euros + IVA e prazo de execução de quatro meses, informa a Câmara local.

“Esta ação encontra-se enquadrada no Plano Litoral XXI, como prioridade média na tipologia de ação Proteção Costeira em Zonas de Risco, e no POC Ovar-Marinha Grande (Plano de Ordenamento da Orla Costeira), como nível 2, com o objetivo de proteger o litoral e contrariar o recuo da linha de costa, através de várias intervenções, nas quais se inclui a ligação dos passadiços entre as Praias da Barra e da Costa Nova, numa extensão de aproximadamente 1.236 metros”, explica uma nota de imprensa.

A empreitada surge no seguimento do protocolo celebrado com a Agência Portuguesa do Ambiente (APAmbiente).

“A Câmara Municipal, enquanto entidade com atribuições na gestão do território municipal, tem manifestado, por diversas vezes, a sua preocupação pela tendência erosiva significativa no troço costeiro entre as praias do município”, refere ainda o comunicado.

O protocolo permitiu a candidatura a fundos comunitários do POSEUR para proteção do litoral e das suas populações em risco devido a erosão costeira”, contando o apoio de 75% do quadro comunitário. A Cãmara paga 12,5% e os restantes 12,5% são assumidos pela APAmbiente.

“Com esta operação ambiental, a Câmara Municipal de Ílhavo assegura a proteção do território e a segurança das pessoas, garante a diversidade da paisagem e dos recursos naturais, preserva e mantém equilibrada a linha costeira e promove a mitigação dos impactos decorrentes do processo de erosão provocado pelo avanço das águas”, conclui a nota de imprensa.

Publicidade, Serviços & Donativos