Esperança no futuro

649
'Praça do Peixe', Aveiro (arquivo).
Smartfire 728×90 – 1

As restrições e limitações foram dramáticas para os nossos setores, que provocaram o encerramento de muitas empresas e a extinção de milhares de postos de trabalho, pelo que é essencial que se mantenham apoios e que se reforcem mecanis-mos de incentivo ao consumo.

Por Mário Pereira Gonçalves *

Primeiro dia de outubro. Assistimos ao início de uma nova fase no desconfinamento do país, com a esperança de podermos regressar à “normalidade”.

A maioria das restrições ao funcionamento dos estabelecimentos vão ser levantadas, designadamente na limitação de horários, capacidade ou mesmo a exigência, em algumas situações, de Certificado Digital COVID ou teste com resultado negativo para acesso a estabelecimentos de restauração e similares e a empreendimentos turísticos ou de alojamento local, medidas que há muito se impunham, dado o avanço do plano de vacinação à população portuguesa.

Confirmou-se também a abertura dos estabelecimentos de animação noturna, bares e discotecas, encerrados há um longo tempo, com a consequência inevitável de perdas avultadas.As restrições e limitações foram dramáticas para os nossos setores, que provocaram o encerramento de muitas empresas e a extinção de milhares de postos de trabalho, pelo que é essencial que se mantenham apoios e que se reforcem mecanismos de incentivo ao consumo.

Ao longo desta edição do Manual de Negócios damos conta do conjunto de soluções que necessitaríamos de ver acolhidas em sede do Orçamento do Estado 2022.

No plano associativo, realizaram-se as eleições para os Órgãos Sociais da AHRESP (Assembleia Geral, Conselho Fiscal e Direção), assim como para as 8 Comissões Diretivas dos Setores de Atividade e, pela pri-meira vez, para as 14 Comissões Diretivas Distritais dos Açores, Aveiro, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal e Viseu.As 85 empresas Associadas, presentes a sufrágio, representam os mais diversos setores económicos, designadamente a Restauração Tradicional, Restauração de Serviço Rápido, Restauração Coletiva, Pastelarias, Animação Noturna, Indústria/Comércio Alimentar e Emissoras de Vales de Refeições, Hotelaria, Aloja-mento Local, Parques de Campismo e Turismo de Ar Livre.

A adesão massiva dos Associados, com a maior votação de sempre na história da instituição, dá-nos a força, motivação e credibilidade, para a concretização do programa de mandato, que assenta em 3 eixos estratégicos, Empresas, Pessoas e Gastronomia.

Pela representatividade mais uma vez legitimada pelos nossos Associa-dos, levaremos a cabo um plano de ações que permitam reconstruir, modernizar e reforçar a importância das nossas atividades na economia nacional. Temos esperança no futuro!

* Presidente da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal. Editorial da revista online ‘Manuel de Negócios’.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.