Empresa de Estarreja perde contrato com a CP por não cumprir concessão dos bares nos comboios

6338
Protesto dos trabalhadores da Apeadeiro 2020, em Estarreja.

A CP – Comboios de Portugal informa que “avançou com a resolução, com efeitos imediatos, do contrato relativo à exploração do serviço de cafetaria e bar a bordo dos comboios Alfa Pendular e Intercidades”, que estava concessionada à empresa Apeadeiros 2020, com sede em Estarreja.

A empresa ferroviária acrescenta que “já iniciou os procedimentos legais com vista ao lançamento de um novo concurso público internacional, com caráter de urgência”.

As dificuldades da Apeadeiro 2020 têm motivado protestos dos trabalhadores, devido a salários em atraso e falta de condições para prestar o serviço contratualizado.

A CP esclaree que “sempre cumpriu com as suas obrigações, pagando à empresa concessionária os “valores acordados e de forma atempada”.

Apesar disso, o serviço prestado “tem vindo a degradar-se, ao longo dos últimos meses, com o registo de falta de produtos, alimentos e bebidas”.

Após alertas para as falhas e exighência do cumprimento do previsto no caderno de encargos, a empresa continuou em falta. “Infelizmente, a situação não se resolveu, suspendendo o serviço de cafetaria e bar a bordo dos comboios Alfa Pendular e Intercidades, com prejuízo para a CP e para os seus clientes”, lamenta a empresa ferroviária.

A CP diz que “não compreende as razões para a concessionária faltar às suas obrigações” da Apeadeiro 2020 “perante os seus trabalhadores, deixando mais de uma centena de famílias em situação de incerteza”. E “mesmo não sendo da sua responsabilidade”, a empresa estatal garante que “está preocupada com estes trabalhadores e tem desenvolvido todos os esforços para garantir que os seus direitos sejam protegidos”.

Depois de várias reuniões com a Apeadeiro 2020, a empresa concessionária “não apresentou qualquer solução credível para a prestação do serviço contratualizado com a CP e para a regularização dos salários em atraso aos seus trabalhadores”. Seguiu-se, por isso, “a resolução, com efeitos imediatos” do contrato” e procura de alternativa.

“A CP tudo fará para que, com a contratação de um novo concessionário para o serviço de bar dos comboios de longo curso, os trabalhadores da Apeadeiro 2020 possam manter os seus postos de trabalho”, finaliza a empresa, mostrando.se “empenhada em resolver rapidamente a atual situação, de forma que os seus passageiros possam voltar a usufruir do serviço de cafetaria e bar a bordo dos comboios Alfa Pendular e Intercidades”.

Artigos relacionados

Trabalhadores de empresa que gere bares de comboios da CP reivindicam salários em falta

Adjudicação a novo concessionário dos bares dos comboios faz CP poupar 300 mil euros por ano

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.