Em curso a reabilitação do Centro Recreativo Murtoense

281
Centro Recreativo Murtoense em obras.
Dreamweb 728×90 – Video I

Está já em curso a empreitada de reabilitação do Centro Recreativo Murtoense, no centro da vila da Murtosa.

Adjudicada pelo Município da Murtosa à empresa Edibeiras, pelo valor de valor de 465.570,16€, visa dotar o edifício de melhores condições de funcionamento, recuperando as caraterísticas essenciais do imóvel, através da eliminação ou correção um conjunto de alterações que lhe foram sendo introduzidas ao longo dos anos.

O histórico imóvel, na atualidade propriedade da Câmara Municipal, foi mandado construir pela direção do Centro Recreativo Murtoense para sua sede e para teatro-clube, em 1929. O projeto foi idealizado por J. Villar, tendo o espaço sido inaugurado no dia 27 de setembro de 1931.

No âmbito da intervenção será feita a recuperação da tela, que encima o palco da sala de espetáculos, sobre a temática da “Arte Xávega”, pintada, em 1950, pelo conceituado artista plástico Murtoseiro Dimas Macedo, já falecido, naquele que foi, provavelmente, um dos primeiros testemunhos artísticos públicos do genial criador.

Esta empreitada dá continuidade à política de reabilitação urbana implementada no concelho, da qual a autarquia tem sido agente ativo de dinamização.

Neste âmbito, a edilidade tem vindo a proceder à requalificação e adaptação a novos usos de um conjunto de edifícios públicos relevantes, de que são exemplos o Arquivo Municipal (Casa Tavares Gravato), a COMUR-Museu Municipal (antigas instalações da Fábrica de Conservas da Murtosa), Casa das Gerações – Biblioteca Municipal (antigos Paços do Concelho), Oficina de Artes (antiga Escola Primária Pardelhas-Monte) e agora o edifício do CRM.

A Câmara Municipal da Murtosa, na qualidade de entidade proprietária e gestora do espaço, tem a pretensão de manter o edifício na esfera do serviço público, através da sua alocação ao desenvolvimento das políticas culturais e formativas da autarquia, possibilitando, ao mesmo tempo, que a coletividade aí instalada continue a desenvolver a sua atividade.

Após a reabilitação, o edifício integrará a rede de dinamização integrada e polinucleada de formação artística para as crianças e jovens do concelho, alargando o espetro de disciplinas oferecidas já hoje, pela Oficina de Artes. Pretende-se, desta forma, distribuir por um conjunto de espaços municipais reabilitados a panóplia de disciplinas artísticas, “especializando”, de certa forma, cada um dos imóveis, através da criação de condições técnicas para o acolhimento das valências respetivas, como já acontece atualmente com a música e a pintura na Oficina de Artes.

Município da Murtosa

Publicidade, Serviços & Donativos