Desafios e oportunidades para o crescimento económico

976
Ponte suspensa (Arouca).

Cabe aos municípios apoiar, dentro das suas competências, as empresas neste esforço de retoma da atividade económica.

Por Margarida Belém *

Como já nos vem habituando, a AECA, uma vez mais, é certeira na escolha do tema para a presente edição da revista Encontros: Desafios e Oportunidades da Economia em tempos Inéditos.

Com o país, e o concelho, a retomar, de modo cada vez mais acentuado, a atividade económica após dois anos de pandemia e com a implementação já em curso do Plano de Recuperação e Resiliência, sem esquecer a guerra na Ucrânia, e norteados pela convicção de que os tempos vividos foram (e continuam a ser) de tal forma disruptivos, que não faz sentido, nem tal seria possível, que tudo se mantivesse como dantes.

Para a economia e para as empresas, é assim um momento histórico de viragem; uma oportunidade única para realinharem, reinventarem, para olharem para as oportunidades e para os desafios que emergem nestes novos tempos, seja em termos de mercados para investir, captação e retenção de talentos, da construção de novas parcerias de trabalho, apenas para dar alguns exemplos.

E neste contexto, cabe aos municípios apoiar, dentro das suas competências, as empresas neste esforço de retoma da atividade económica.

Adquire assim particular relevância o investimento que estamos a fazer na requalificação e valoriação das nossas zonas industriais, e que ascende a mais de 1,5 milhões de euros, a par do acolhimento de novas empresas no CI3 – Centro de Incubação e Inovação Industrial de Arouca, que conta atualmente com 12 empresas e… 21 postos de trabalho criados (14 físicos e 7 virtuais), envolvendo já, entre empresários e empregados, mais de 40 pessoas.

Está também de regresso, em setembro, a Feira das Colheitas, que incluirá, em parceria com a AECA, uma exposição intitulada “Negócios e Produtos Inovadores” e que será uma mostra privilegiada do que melhor fazemos e produzimos no nosso concelho.

O final do ano será ainda marcado pela conclusão e abertura da ligação do Parque de Negócios de Escariz à A32, uma infraestrutura rodoviária que irá reforçar a conexão das zonas industriais localizadas na zona poente do concelho aos mais relevantes eixos rodoviários do litoral.

Que após a tempestade, venham agora tempos de bonança! Com desafios e oportunidades para o reforço e crescimento económico de Arouca e das suas empresas e indústrias!

* Presidente da Câmara de Arouca. Artigo publicado na revista “Encontros” (nº16), da Associação Empresarial de Cambra e Arouca.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.