“Desafios da Pobreza”: Por um trabalho em rede ainda mais reforçado

981
Solidariedade (imagem genérica).

Com o mote “Desafios da Pobreza em Portugal e no mundo – factores e contributos de resiliência” o Fórum de Cidadania de Aveiro, Rede Europeia Contra a Pobreza, organizou a sua primeira tertúlia neste Sábado, 3 Junho, como comemoração do seu primeiro aniversário de existência que contou com cerca de 50 convidados e amigos que se juntaram no pequeno auditório do Centro de Congressos de Aveiro.

Por Raquel Castro Madureira *

Depois das boas-vindas pela porta-vos do Fórum, Raquel Castro Madureira, o painel formal contou com a intervenção dos professores Carlos Borrego e Marlene Amorim cujas apresentações levantaram o repto para a tertúlia com dois tema contemporâneos que potencialmente poderão contribuir para o aumento da pobreza.

O professor Emérito Carlos Borrego debateu o impacto do aquecimento global do planeta e apresentou medidas de colmatação do mesmo na construção e administração do espaço urbano. A poluição que está na fonte do aquecimento global, é um dos factores de degradação da saúde pública e que levam podem levar à morte prematura de seres humanos. Mais ainda mudança das estações e do clima levará à migração das populações aumento a pressão demográfica em algumas partes do planeta, assim como a subida da água do mar.

A Professora Marlene debateu a questão do papel do ser humano no novo mundo da digitalização e a necessidade de requalificação do indivíduo. Mais ainda reforçou que esta acção nunca pode ser separada da análise do contexto da comunidade e da família onde estamos inseridos e que nunca sará uma acção de efeito imediato. Também o desalinhamento entre a falta de mão de obra onde há trabalho e a falta de trabalho onde há mão de obra é também um dos desafios diagnosticados pelo Observatório do emprego, que coordena.

Aberta a tertúlia, moderada por Regina Bastos, contou com a intervenção de convidados de instituições de cidadania ou de primeira linha na acção de combate entre a pobreza, entre outros, Hélio Bento Ferreira, Coordenador da Equipa Técnica Regional da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens; Conceição Pires, Vogal da Direcção Misericórdia de Aveiro; Angelino Ferreira, governador dos Lions Clube para a área norte e centro de Portugal; António Simões Pinto, nomeado Governador do Distrito 1970 para o ano Rotário de 2024-2025;

João Barbosa, Presidente da Cáritas de Aveiro, Teresa Grancho, vereadora de Ação Social e Habitação da Câmara de Aveiro e Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Aveiro, Marília Martins, Cerciav, João Barbosa, Refood e Alberto Souto de Miranda, ex Presidente da CMA.

A fechar a sessão uma palavras da Dr.ª Maria José Vicente, Coordenadora Nacional EAPN – Rede Europeia Contra Pobreza Portugal em representação do Presidente Monsenhor Jardim Moreira.

Uma tarde onde se levantaram muitas questões, se trocaram experiências e lançou-se as fundações para um trabalho em rede ainda mais reforçado, de forma optimista e focada na procura de soluções concretas para os desafios de cada projecto vida. Ficando a promessa de antes do final do ano se repetir o encontro.

O Fórum Cidadania de Aveiro é um grupo de cidadãos Aveirenses informal, apolítico, ecuménico que visa mobilizar os cidadãos para as questões estruturais da pobreza, identificar as suas causas e perspectivas soluções de forma a influenciar os poder político a agir nesse sentido, seguindo o repto da Rede Europeia Contra a Pobreza.

* EAPN – Rede Europeia Contra Pobreza Portugal. Mais informações em https://www.facebook.com/forumcidadaniaveiro.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.