Criações de artistas locais preparam estreia no Imaginarius ’24

315
Joana Gomes e Xavier Ramalhosa (Imaginjarius).
Dreamweb 728×90 – Video I

A 23ª edição do Imaginarius – Festival internacional de Teatro de Rua, em Santa Maria da Feira (23 e 26 de maio), conta com espetáculos a cargo de artistas locais, que ultimam, por estes dias, as suas criações.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Dos 41 espetáculos que compõem a programação de 2024, dois nascem das propostas vencedoras da CACL – Chamada de Apoio à Criação Local, adianta uma nota de imprensa municipal.

Uma delas é a performance “Tenho o teu nariz”, de Fábio Araújo. A intervenção artística multidisciplinar combina teatro, música, percussão, pintura e ilustração, onde não há respostas concretas, mas reflexão e questionamento em torno de temáticas prementes que tocam os jovens. “O nariz é apresentado como metáfora de múltiplas histórias que exploram desafios contemporâneos, como democracia e liberdade, manifestação e protesto.” O espetáculo estreia no primeiro dia do festival, 23 de maio, às 21:00, num percurso itinerante entre a Praça da República e o Largo do Tribunal. Às 22:00, terá lugar a segunda estreia, da criação “Pudesse eu não ter laços nem limites”, dos jovens Joana Gomes e Xavier Ramalhosa. “Uma ode à liberdade”, inspirada no universo literário de Sophia de Mello Breyner Andresen, materializada numa performance que cruza teatro e videomapping e remete para obras notáveis como “O Rapaz de Bronze” e “A Menina do Mar”.

Outras participações

» Músicos e bailarinos do território também foram chamados a participar na nova performance do coletivo italiano Rusty Brass Band, vencedor da competição internacional Mais Imaginarius em 2023 e que agora regressa para uma nova criação em residência. “Poetic roads: beyond borders” não é apenas um espetáculo musical, é uma visita urbana guiada pela música, feita de interação com as pessoas e com o espaço público num animado percurso por ruas e praças do centro histórico da cidade, que promete surpreender em contextos inusitados. A performance abre a programação do festival, dia 23 de maio, às 19h45, desde a Igreja Matriz até à Igreja da Misericórdia;

» Mulheres de Santa Maria da Feira e de municípios vizinhos, desde Gaia a Aveiro, participam na criação “De femme à femmes”, da franco-americana Léa Dant, que estreia a 24 de maio, às 18h30, na Praça da República. Numa encruzilhada entre o poético e o político, intérpretes de diferentes idades carregam o símbolo da irmandade, solidariedade, empoderamento e sensibilidade no feminino. Uma performance coletiva criada em residência e apresentada em frente à Câmara Municipal, símbolo máximo do poder concelhio, exercido maioritariamente no masculino.

» Resultado de uma criação em residência com a participação de voluntários locais, nasce também a instalação performativa Party City Pate Maria da Feira, da companhia espanhola Invalid Adress, que propõe uma experiência imersiva, onde os estímulos chegam em paralelo de todos os lados: do coração, dos sentidos, das memórias, dos desejos, das emoções. Um espaço de experimentação, reflexão e diálogo em torno da história, costumes e tradições de Santa Maria da Feira.

Reforço da oferta de media arts, projetos experimentais, dança, música, circo

Sob o signo da “Liberdade”, a programação desta edição “mantém-se fiel às grandes produções e ao clássico teatro de rua, clown, circo e performance, mas reforça a oferta no domínio das media arts, projetos experimentais, dança, música, circo contemporâneo e instalações, robustecendo a vertente do apoio à criação local e posterior circulação por festivais congéneres”.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.