Covid-19: estudo da UA diz que ‘super dissiminadores’ deveriam ser vacinados primeiro

1830
Início da vacinação contra Covid-19, Hospital de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Vacinar primeiro os ‘super disseminadores’ da covid-19 limita muito mais a propagação do coronavírus e pode diminuir o número global de mortes do que a estratégia que está a ser seguida pelos países da União Europeia, Estados Unidos e um pouco por todo o mundo, a de vacinar primeiros os idosos e sucessivamente os grupos etários de idades inferiores.

A conclusão é de um estudo de uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro.

Continuar a ler artigo do site UA.pt.

Publicidade, Serviços & Donativos