Covid-19 / Câmara de Santa Maria da Feira “ataca” em várias frentes no combate à pandemia

9881
Unidade Covid-19, Santa Maria da Feira.
Smartfire 728×90 – 1

No dia 2 de março foi divulgado o primeiro caso infetado com o novo coronavírus em Portugal. Três dias depois, no dia 5 de março, a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira implementa a primeira medida preventiva de combate à COVID-19, a ativação do Plano de Contingência do Grupo Municipal.

Um mês depois, contam-se 38 medidas e ações adotadas, em diferentes áreas de intervenção, com o objetivo principal de garantir a saúde e segurança da população.

Dirigida especialmente aos profissionais de saúde, primeiros na linha da frente deste combate, foram asseguradas condições, com o “Feira Acolhe, Com o Coração”, para receber os seus filhos, com idades entre os 3 e os 12 anos, enquanto exerciam a sua atividade, um projeto que foi entretanto a outros profissionais da Proteção Civil. Foram também encetados contactos com quatro hotéis da cidade – Hotel dos Lóios, Hostel da Praça, Hotel Nova Cruz e Hotel Pedra Bela –, encontrando alojamento digno para o descanso destes profissionais. Continuamente, a Câmara da Feira tem disponibilizado material de proteção individual para os profissionais de saúde, agentes de proteção civil e lares. Numa ação concertada com todos os municípios que integram a AMTSM, foram ainda oferecidos ventiladores para o CHEDV, antevendo necessidades futuras deste hospital.

Como medida estratégica de resposta à região, foi instalado o Centro de Testes à Covid, no Europarque, local onde foi igualmente montado o Centro de Operações Municipal, após a ativação do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil, no da 27 de março. Desde essa data, numa altura de mitigação do vírus, ficaram garantidos que todos os recursos públicos e privados existentes no território podem ser utilizados no combate a esta pandemia.

Para dar apoio à população, foram lançadas, neste mês, quatro linhas telefónicas de apoio: Linha de Apoio Psicológico, Linha de Apoio Social, Linha de Apoio Sintomas COVID-19 e Linha de Apoio aos Empresários. A partir de hoje, a Câmara associou também a estas linhas o apoio à comunidade surda feirense. É também através dos canais telefónicos e dos digitais que os serviços municipais estão a funcionar desde que a Câmara Municipal reorganizou o funcionamento dos seus serviços e suspendeu o atendimento ao público presencial.

No caso dos idosos, desde logo, que começaram a desenhar-se soluções para dar resposta em várias frentes a este grupo de risco. A Câmara de Santa Maria da Feira preparou já diferentes espaços para acolher os idosos: A Casa Ozanam, com 32 camas, e o espaço onde funcionou o Lar Residencial de Santa Maria de Lamas, com 30 camas, estão preparados para receber idosos que estejam infetados com o novo coronavírus. Já o Inatel, com uma capacidade de resposta de 140 camas, e também os hotéis, estão capacitados para acolher os idosos que não tenham contraído a COVID-19.

No apoio ao funcionamento aos lares, continuam a ser preparadas equipas de retaguarda, prontas a assumir funções em caso de infeção dos funcionários que garantem os cuidados aos idosos. Para a população idosa que se encontra nas suas casas, a autarquia centrou as suas respostas no combate ao isolamento e na disponibilização de diferentes ferramentas que colmatem necessidades essenciais, como alimentação, medicamentos, entre outros bens, destacando-se, neste âmbito, o Projeto Farol.

A desinfeção das ruas e locais de maior afluência de todo o concelho de Santa Maria da Feira, como importante ação para travar a propagação do vírus, mas também várias campanhas de sensibilização alertando para a importância de ficar em casa e de adotar todas as medidas recomendadas pela DGS, seja sonora, em formato digital, na rede de muppies e outdoors do concelho, mas também em papel, por forma a chegar a toda a população, em exceção, integram as várias ações que o Município continuamente adota para combater a este inimigo invisível.

De referir ainda que o encerramento de todos os equipamentos municipais, como o Cineteatro António Lamoso, o Imaginarius Centro de Criação, as bibliotecas municipais, piscinas, museus, parque ornitológico e pavilhões municipais; a suspensão de todas as atividades culturais, desportivas e de complemento à ação educativa; o encerramento de todos os parques infantis de gestão municipal e os de lazer; o encerramento dos mercados municipais e a suspensão das feiras, foram medidas preventivas de imediato adotadas e que se manterão em vigor durante o Estado de Emergência.

Ao nível supramunicipal, a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, em conjunto com os restantes 16 municípios que integram a Área Metropolitana do Porto, aprovou um pacote de medidas de apoio às famílias e empresas, enviado, no dia 4 de abril, ao Governo e que a ser aprovado abarca várias áreas de intervenção a implementar em toda a Região Norte.

A atual situação que se vive não só em Santa Maria da Feira, mas em todo o país e no mundo, é dramática, mas Emídio Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, reforça que a situação é avaliada permanentemente e “continuamos a adotar todas as medidas necessárias”, acrescentando que inclusivamente “já temos assegurados todos os recursos financeiros indispensáveis à implementação do que temos planeado e para necessidades futuras”. O edil feirense apela uma vez mais a que a população cumpra as recomendações das autoridades competentes, reforçando que nesta calamidade “o mais importante são as pessoas. Protejam-se e protejam os outros”.

Município de Santa Maria da Feira

(Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Publicidade, Serviços & Donativos