Covid-19 / Águeda: Vereador do PSD critica Câmara por não “liderar” acompanhamento a pessoas de risco

1129
Desinfeção em Águeda.
Dreamweb 728×90 – Video I

Eleitos do PSD de Águeda fizeram um périplo pelas fregueias do concelho para ‘tomar a pulso’ ao acompanhamento de proximidade no âmbito das medidas de prevenção da propagação da pandemia causada pelo coronavírus Covid-19.

Segundo o vereador Antero Almeida, os apelos e recomendações feitas pelas autoridades de saúde pública têm vindo a ser seguidas.

Durante a visita por todas as freguesias do Concelho, houve oportunidade de falar com os respectivos presidentes de Junta que deram conta, “de um modo geral, da sensatez e civismo que tem imperado por parte da população ao enfrentar esta batalha. Por todo o concelho, as ruas estavam, desertas”, referiu o autarca social durante numa nota partilhada pelas redes sociais.

Antero Almeida aproveitou a ocasião para reclamar maior atenção do município às necessidades das gentes de Águeda, em especial dos mais expostos a fragilidades.

“Constato, com alguma tristeza que, a Câmara Municipal optou por não ser ela a liderar o processo de acompanhamento aos mais idosos (grupo de risco), deixando, mais uma vez, esse fardo para as Juntas de Freguesia e IPSS’s, que, fazem esta nobre tarefa de forma desgarrada e cada qual à sua maneira, recorrendo muitas vezes a voluntários”, constatou o vereador do PSD.

Uma crítica que foi devolvida à procedência pelo presidente da Câmara, considerando que Anterior Almeida “está completamente desfasado da realidade”.

Segundo o edil Jorge Almeida, “Águeda tem uma grande cobertura social que é modelo de referência em toda a região”. A “situação atípica que vivemos” levou numa das primeiras ações da Câmara “a chamar todos os dirigentes de IPSS, as juntas de freguesia e os agrupamentos escolares para debater a melhor resposta à problemática.”

“Sempre afirmei que ninguém fica sem ser atendido nesta fase, todos os utentes e alunos são importantes. Estamos na linha da frente em muitas ações e estamos a acompanhar a par e passo os serviços de saúde, as IPSS e todas as juntas de freguesia com o trabalho que é desenvolvido no terreno. Lamento que se ocupe a esfera pública com estas questões políticas e partidárias, quando o que está em causa é o bem comum e a saúde de todos”, concluiu o autarca (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Publicidade, Serviços & Donativos