Cartas de Angola sobre “O Amor e a Guerra Colonial”

1481
"O Amor e a Guerra Colonial".

Uma obra autobiográfica e analítica assente numa vasta epistolografia, quase diária (mais de 1100 cartas e aerogramas), entre o autor e a sua noiva (hoje, sua mulher), desde outubro de 1972, quando foi incorporado no exército, a março de 1975, quando regressou.

Por Armando França *

Muitas cartas e aerogramas estão reproduzidos no livro e os temas são o amor, a situação económica, social e política em Portugal e a guerra colonial com comentários enquadradores e bem assim a descrição de muitos factos, circunstâncias de guerra e locais por onde o autor foi passando, em Portugal e em Angola.

O livro é também uma homenagem à mulher portuguesa (mães, irmãs, noivas, namoradas, madrinhas de guerra), pela sua incontornável importância no apoio aos jovens militares na guerra.

A capa do livro é a reprodução do original de um aerograma enviado de Angola pelo autor à sua mulher, no dia 26 de Abril de 1974. A obra contém também, reproduzidos, algumas fotos e documentos.

Durante dois anos e meio, entre outubro de 1972 e o meu regresso da guerra colonial em Angola, em março de 1975, mantive uma comunicação epistolográfica regular e quase diária, por carta e aerogramas com a Celina, então minha noiva e hoje minha mulher, mãe dos nossos filhos e avó dos nossos netos, que, à época, estudava em Coimbra.

Nesse período, escrevemos um ao outro cerca de 1100 cartas e aerogramas (mais aerogramas do que cartas), relatando o dia-a-dia de cada um de nós: a Celina em Coimbra e eu nos quartéis e aquartelamentos por onde ia passando, cá e em Angola.

Foi esta correspondência e o que nela vem escrito que me permitiu reproduzir, aqui e agora, com verdade e intenso realismo, o conteúdo de alguma dessa correspondência, fazendo simultaneamente o seu enquadramento temporal, factual e circunstancial, nos planos pessoal, social, militar e político do Portugal da primeira metade da década de 70 do século passado.

A apresentação da obra será feita pelo ex-Deputado e ex-Ministro, Dr. Alberto Martins dia 15 outubro (sábado), pelas 18:00, no Auditório ATLAS da Biblioteca Municipal de Aveiro (Edifício Fernando Távora).

Tem o apoio da área da cultura Câmara Municipal de Aveiro e da sua presidência, que nos disponibilizou as modernas instalações da biblioteca e toda a logística necessária à realização do evento.

* Autor de “O Amor e a Guerra Colonial – Escreve-me cartas bonitas – Cabinda, Angola 1973-1975”. Advogado. Mais informações em https://www.edi-colibri.pt/Detalhes.aspx?ItemID=2689

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.