Campos de treinos para o Beira-Mar lançados a concurso este mês

1560
Paços de Concelho, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

O presidente da Câmara de Aveiro aproveitou a habitual mensagem mensal difundida pelo site da autarquia para perspetivar 2019. O que passa por “continuar a consolidar a recuperação financeira da Câmara”, mas também “elevar a qualidade da sua gestão e funcionamento para o patamar de excelente”, sem esquecer a necessidade de “aproveitar as oportunidades de financiamento de investimentos pelos Fundos Comunitários do Portugal 2020”.

“Temos pela frente um Ano com muita atividade, com uma intensa agenda de eventos e muitas obras de tipologia diversa por todo o município de Aveiro, cumprindo o Plano e o Orçamento que aprovámos no final de 2018”, refere Ribau Esteves.

No novo ano, a coligação de direita quer “cumprir dois objetivos muito importantes”. Por um lado “aumentar muito o investimento em obras por todo o município” e, por outro, “reduzir a carga fiscal, nomeadamente ao nível da taxa de IMI que passa a ser de 0,4 somada ao IMI Familiar, e ao nível da taxa de resíduos urbanos com mais 15% de redução.”

Ao nível das obras, neste mês de janeiro conta iniciar a execução da requalificação da Antiga Estação da CP e do Edifício Fernando Távora, lançar os concursos da qualificação da Rua da Pêga e da construção dos campos de futebol de treino do Estádio Municipal de Aveiro “cuja gestão será entregue ao Sport Clube Beira-Mar”. Assim como, finalizar a nova variante de Cacia, inaugurar a qualificação das Escolas João Afonso de Aveiro e Jaime Magalhães Lima, “entre muitas outras operações que se encontram em diferentes fases entre o projeto e a execução física da obra.”

A importância da participação dos cidadãos

“É importante deixar nota para a importância da participação dos cidadãos nestes processos, seja contribuindo para que os projetos sejam o mais qualificados possíveis, seja para a boa gestão dos incómodos que a execução das obras sempre acarreta, mas que são inevitáveis por mais que na sua gestão os minimizemos” afirma Ribau Esteves.

Ao nível das atividades, destaque para a Estação Náutica do Município de Aveiro, recentemente formalizada pela Fórum Oceano, gestora do Cluster do Mar Português, “que vai iniciar a sua atividade regular, em mais uma aposta no trabalho de equipa institucional e nos fatores diferenciadores do nosso território, aumentando a capacidade de realizar assim como a sua atratividade. “

“O ritmo intenso que vamos viver em janeiro dará o mote para um Ano pleno de realizações que vamos seguramente concretizar neste 2019”, garante Ribau Esteves.