Câmara de Ílhavo começa a comprar terrenos para a acesso/ligação da A17 à Zona Industrial das Ervosas

1345
Paços de Concelho de Ílhavo.
Smartfire 728×90 – 1

“Um nível de investimento significativo” que atingirá 14,1 milhões de euros é a promessa da Câmara de Ílhavo para 2019 no âmbito das Grandes Opções do Plano e Orçamento (GOP), ainda assim assumidas com “realismo e ambição”.

As receitas permitirão assegurar a execução e finalização de “importantes obras” para o município.

Na lista figuram a rede de saneamento da Gafanha de Aquém e da Gafanha da Encarnação, a Área de Acolhimento Empresarial da Gafanha de Aquém, a segunda fase da requalificação da Av. Fernão de Magalhães, na Praia da Barra, a requalificação do Pavilhão Desportivo e Polidesportivo da Gafanha do Carmo e, entre outras intervenções, a construção da via acesso/ligação da A17 à Zona Industrial das Ervosas, “com o início do processo de aquisição de terrenos”.

O Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) conhecerá avanços com a reabilitação do antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo e a requalificação de vários arruamentos (Rua Carlos Marnoto, Rua João Carlos Gomes, Bairro dos Pescadores, envolvente ao CIEMar).

Já no âmbito do Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas (PAIDCD) está anunciada a intervenção na habitação social do Bebedouro.

“Sem descurar as inúmeras medidas e ações projetadas”, por exemplo, na área da cultura (23 Milhas, Museu Marítimo de Ílhavo e CIEMar) e na Ação Social e Inclusão (“clara aposta nos mais desfavorecidos, carenciados, e, também, na valorização do papel dos mais velhos na sociedade”).

A maioria PSD liderada por Fernando Caçoilo refere que as GOP de 2019 são “uma solução equilibrada, realista, socialmente justa e que potencia o significativo desenvolvimento e coesão do território, mantendo a visão do município como uma ‘Grande Cidade'”