Câmara de Aveiro de luto por Jorge Sampaio expressa “profundo pesar” pela morte de um “homem altruísta”

323
Jorge Sampaio na Universidade de Aveiro.

A Câmara de Aveiro expressa “profundo pesar” pela morte de Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, endereçando a familiares, amigos e cidadãos “sentidas condolências”.

“Jorge Sampaio foi um homem altruísta que dedicou a sua vida à causa pública, facto que nos merece o nosso maior e melhor reconhecimento, e que nos serve de exemplo na persecução da defesa de causas e valores comuns à sociedade e ao desenvolvimento do País”, lê-se no voto de pesar que Ribau Esteves, líder da edilidade, assina “em honra à Vida e à Memória” do antigo Chefe de Estado, “ficando a nossa sentida homenagem, o nosso profundo reconhecimento e agradecimento.”

A Universidade de Aveiro (UA), que distingui Jorge Sampaio com Doutoramento Honoris Causa, também “manifesta o mais profundo pesar pelo seu falecimento e endereça à família e amigos as mais sinceras e sentidas condolências”.

“Jorge Sampaio será sempre uma personalidade ímpar e incontornável na nossa História, pelo seu notável percurso cívico, político e intelectual”, afirma o Reitor da UA.

Continuar a ler artigo no site UA.pt.

Discurso direto

“Jorge Sampaio. Um dos grandes. Tive o enorme privilégio de ser seu mandatário distrital na campanha presidencial de 2000: Sampaio é um homem com “coragem política e acção cívica, ponderado na análise e sólido nas decisões, recto nos juízos, inconformado com a exclusão social, magnânimo com a mediocridade de certa política, mas firme na defesa da qualidade dela, impoluto no exercício de cargos públicos, personalidade cativante, de superior trato e estupenda cultura, foi este homem que nos mobilizou a todos para melhor cumprirmos Portugal”. Nunca nos desiludiu. De Macau a Timor, em que a sua magistratura propiciou desfechos nobres, antes disso como autarca de Lisboa, depois da Presidência, sempre activo na defesa do humanismo mais essencial. Com acções concretas. Entretanto, das suas mãos tinha recebido a Ordem da Liberdade, que ele atribuiu a Aveiro, em homenagem aos combates que aqui se travaram em nome dela. Jorge Sampaio honrou-me, depois, com várias visitas, desde o programa de combate contra a pobreza à celebração do 10 de Junho, pela primeira vez em Aveiro (…)” – Alberto Souto, ex presidente da Câmara de Aveiro (resumo de texto partilhado pelo Facebook).

Artigo relacionado

O papel da cidade Aveiro como pátria de liberdade – Jorge Sampaio (1939-2021)

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.