Câmara de Aveiro apoia criação de novas Equipas de Intervenção Permanente dos bombeiros locais

988
Bombeiros Velhos (Aveiro).
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Aveiro vai apoiar os bombeiros do concelho nas respetivas candidaturas para a criação de uma terceira Equipa de Intervenção Permanente (EIP) em cada uma das corporações.

Informação transmitida pelo presidente da autarquia durante a reunião pública do executivo na renovada EB da Póvoa do Paço, em Cacia.

O executivo aprovou os protocolos de colaboração para o corrente ano com os Bombeiros Novos e Bombeiros Velhos que apontam para um apoio financeiro muito próximo dos 400 mil euros.

Segundo Ribau Esteves, a edilidade assume “a aposta” de apoiar as candidaturas das duas corporações para a criarem a terceira equipa permanente, assumindo os respetivos custos a par da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), cabendo a cada entidade uma verba de 40 mil euros para garantir o reforço com mais cinco bombeiros profissionais.

Quanto aos protocolos de colaboração, seguem “a matriz” usada pela Câmara adequando os apoios “às dinâmicas de cada ano” no que toca aos investimentos físicos ou de equipamento.

Os Bombeiros Novos recebem uma atenção especial, atendendo à necessidade de manter uma “presença regular e modelada às necessidades” da freguesia de São Jacinto, nomeadamente durante o período do Verão.

O presidente da autarquia considera que os subsídios são proporcionais à importância do serviço público que as corporações de ‘soldados da paz’ prestam, incluindo ao nível da Proteção Civil Municipal.

Bombeiros Novos » 191.149,46 €, que integra um valor de 15.000€ para financiar a delegação de São Jacinto.
Bombeiros Velhos de Aveiro » 174.850,54€.

“Não é possível” ter piquete ’24 horas’ em São Jacinto

Questionado no período aberto à participação do público por um cidadão sobre a necessidade de S. Jacinto possuir um piquete ’24 horas’ dos bombeiros, Ribau Esteves respondeu “que não é possível, porque não há bombeiros, não há dinheiro para pagar, nem é preciso”, adiantando que em 2022 a freguesia separada pela ria de Aveiro registou 60 ocorrências. Ainda assim, no âmbito do novo ferry serão acionados “mecanismos para que o movimento de transporte seja rápido e disponível quase sempre”.  Desde início de fevereiro que São Jacinto está sem bombeiros em permanência, uma vez que a corporação dos Bombeiros Novos alega não ter condições para garantir o serviço.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.