Câmara da Feira auscultou moradores e comerciantes do centro histórico

4113
Foto cedida pela CM de Santa Maria da Feira.
Smartfire 728×90 – 1

Com o objetivo máximo de reordenar a vivência do centro histórico de Santa Maria da Feira, devolvendo-o às pessoas e limitando a circulação automóvel, a Câmara Municipal pretende avançar com o reordenamento daquele núcleo antigo, conferindo-lhe uma maior atratividade e segurança para residentes, comerciantes e visitantes.

A proposta foi apresentada pela autarquia feirense aos moradores e comerciantes numa reunião, com significativo número de participantes, que decorreu ao final do dia 18 de junho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, auscultando as suas opiniões, preocupações e sugestões.

“Tudo faremos para melhorar a vivência e o urbanismo do Centro Histórico da nossa cidade sede de concelho, mas para isso e nesta fase inicial é fundamental a colaboração e a compreensão de todos, moradores e comerciantes”, começou por apelar Gil Ferreira, vereador da Cultural, Turismo, Bibliotecas e Museus, a quem coube a apresentação da proposta delineada para o reordenamento da circulação.

A alteração da postura de trânsito prevê que os arruamentos – Rua Dr. Elísio de Castro e Rua Dr. Roberto Alves – atualmente com dois sentidos de tráfego, passem a funcionar em apenas sentidos únicos, ficando previstas duas entradas, uma a Norte (junto à Igreja da Misericórdia) e outra a Sul (junto da Igreja Matriz), com o fluxo de trânsito a desembocar na rotunda da Rua das Fogaceiras. Nesta zona, além da proibição de estacionamento, será implementada a limitação de velocidade para 20km/h.

O horário de cargas e descargas também vai sofrer alterações, passando dos atuais dois períodos – das 7:30h às 10:30h e das 19:00h às 23:00h –, para um único período, entre as 7:00h e as 11:00h.

Tanto os moradores, como os comerciantes, demonstraram um espírito de cooperação, expressando opiniões e sugestões que serão analisadas pelos técnicos da autarquia e, na possibilidade da sua concretização, tidas em conta.

Promover uma maior proximidade das pessoas com a rua, procurando retirar, o mais possível, os automóveis da zona histórica, tornando-a num espaço privilegiado no coração da cidade para viver, estar e experienciar são os principais objetivos desta proposta que será submetida à aprovação da Assembleia Municipal, no dia 26 de junho, entrando em vigor no dia 1 de julho.

Município de Santa Maria da Feira

Publicidade, Serviços & Donativos