Calçado estuda medidas para reduzir pegada ambiental

273
Calçado português (arquivo).

O Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP), que tem sede em São João da Madeira, lidera um projeto europeu que está empenhado em conseguir reduzir a pegada ambiental da indústria do sector.

Os parceiros europeus envolvidos estiveram recentemente na ‘cidade do trabalho’, um dos principais núcleos de empresas ligadas ao fabrico de calçado.

No arranque do projeto LIFE GreenShoes4All começaram a ser delineadas as “estratégias para o desenvolvimento” do intercâmbito técnico.

“A indústria europeia de calçado está a caminhar para um fabrico mais ecológico”, refere uma nota de imprensa, dando conta do envolvimento de organizações empresariais e instituições do sistema científico de Portugal, Bélgica, Espanha e Roménia.

O CTCP “orientará os esforços internacionais para quantificar e harmonizar as credenciais ambientais no setor”.

A metodologia de pegada ambiental do produto a definir permitirá tomar medidas para reduzir os encargos que a indústria comporta para os recursos naturais, produção de resíduos plásticos e emissões de gases de efeito estufa.

“A transparência acrescida proporcionada por estas medidas poderá informar melhor os consumidores do impacto ambiental do calçado que compram, fomentando um mercado para os designers de calçado ecológico”, adianta o CTCP.

O projeto conta com o apoio do programa europeu LIFE.

Além de São João da Madeira, a região de Aveiro tem grande dinâmica de empresas de calçado em Oliveira de Azeméis e Feira.