Cadastrado com mais quatro anos e meio de cadeia por furto de ouro

921
Estabelecimento Prisional de Aveiro.

Um homem, já cadastrado, foi condenado pelo Tribunal de Aveiro, a mais quatro anos e meio de cadeia, pena efetiva, por assalto a residência, em Ílhavo.

A companheira, cúmplice, ficou com uma pena de prisão de três anos, mas suspensa.

O casal furtou do interior de uma casa ouro e outros artigos de valor no valor de quase 12.800 euros.

Algumas peças foram vendidas em lojas do ramo, na cidade de Aveiro. Mas a GNR ainda foi a tempo de recuperar grande parte dos bens, que encontrou em buscas domiciliárias.

Os condenados têm de pagar 350 euros pelos artigos de que se desfizeram.

O homem, que está a cumprir pena de cadeia por outros processos, fez o assalto à residência quando gozava de liberdade condicional.

Desde 2000 que tem mantido contacto regular com o sistema judicial, ultrapassando a dezena de condeções por furtos, roubos e condução sem carta. Já depois dos factos agora julgados, que remontam a 2017, o indivíduo sofreu condenações por coação e roubo.

Para suspender a pena da mulher, o tribunal teve em conta o facto de não ter antecedentes, encontrar-se socialmente integrada, ter ao seu encargo uma filha e fazer tratamento à toxicodependência..

O casal justificou o furto pela necessidade de dinheiro para consumir droga.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.