Beira-Mar volta a ‘descarrilar’ (derrota em Vila Meã por 2-1)

966
Vila Meã - Beira-Mar (foto de Ana Vinagre divulgada no grupo Sport Clube Beira-Mar - ADEPTOS).
Smartfire 728×90 – 1

O Beira-Mar sofreu, este domingo, a terceira derrota no Campeonato de Portugal, no reduto do ‘aflito’ Vila Meã (2-1, com 1-0 ao intervalo), em partida a contar para a 12ª jornada (série B).

A equipa da casa, que chegou a estar a vencer por 2-0, somou a terceira vitória na prova (segunda seguida), perante um adversário que voltou a comprometer após um resultado moralizador alcançado na ronda anterior.  Os aveirenses caem um lugar, para quinto, seguindo com 17 pontos, os mesmos do Vitória SC B e Salgueiros, que empataram, respetivamente com Florgrade e Amarante (ambos 1-1). Em terceiro, com mais dois pontos, está agora o Rebordosa, que empatou 2-2 em Oliveira do Douro. O Vila Meã sobe um lugar, para 12º, com 11 pontos.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

A equipa aurinegra apresentou-se com três alterações em relação ao jogo anterior: Rui Sampaio, Tomás Rodrigues e Vieirinha ocuparam as vagas de Maurício, Pedro Santos (ambos a cumprir um jogo de castigo por terem visto o quinto amarelo) e Chiquinho (relegado para o banco). Já os locais fizeram apenas uma alteração: Candé entrou para o lugar de Ornelas.

Onzes iniciais:

– Defendi, Ema, Elizio, Meneses, João Moreira, Candé, Filipe Marques, Délcio, Isamel, Júlio Alves, Fábio Pimenta.

– Beira-Mar: Tomás Bozinoski, Luka Oliveira, Diego Tavares, Tomás Rodrigues, Tiago Melo; Rui Sampaio, Zé Lopes, Vieirinha, Diogo Tavares, Marcelo Santiago, Bernardo Lourenço.

Consultar ficha completa via FPF (em atualização).

Os visitantes, que voltaram a contar a titular com o influente médio ofensivo Vieirinha, debelados problemas físicos, mostraram nos primeiros minutos que queriam chegar quanto antes ao golo. Num remate madrugador, valeu aos locais o seu experiente guarda-redes. Depois, seria Vieirinha a atirar muito ao lado. A equipa da casa seguiu o exemplo, por três vezes. Depois, numa outra ocasião, Menezes cabeceou por cima da baliza. No lado oposto, Marcelo Santiago falhou a interceção de um cruzamento deixado à mercê de finalizador.

Já a aproximar-se o intervalo, com o jogo dividido, a defesa da casa comprometeu. Desatenção do central Diego Tavares num atraso de bola a que Bozinoski teve de ser opor fazendo uma defesa incompleta; Délcio surgiu rápido e aproveitou da melhor formar a recarga, apontando o seu segundo golo.

A ‘correr atrás do prejuízo’, o Beira-Mar esteve quase a empatar num remate do extremo Diogo Tavares, que levou a bola às malhas laterais. Mas a tarefa dos visitantes tornou-se ‘ainda mais espinhosa’ aos 56 m quando Filipe Marques correu pelo ‘terreno livre’ que lhe foi dado pela esquerda e ‘disparou’, beneficiando ainda de um desvio defensivo. O médio estreou-se a marcar.

A equipa da casa foi aguentando como podia as ‘investidas’ forasteiras, comprometendo apenas aos 85 m na sequência de um cruzamento de Rafinha, a que Santiago deu sequência num toque de calcanhar, permitindo a Cícero rematar ‘com tudo’ para o fundo da baliza (segundo golo do ponta-de-lança veterano).

O jogo terminaria com muitos nervos dentro de fora do campo.

Florgrade traz um ponto de Guimarães

O Florgrande foi a Guimarães empatar 1-1, golos apontados na segunda parte. Os ‘cortceiros’ igualaram a partida na conversão de uma grande penalidade.
Foi o segundo empate do Florgrade no terceiro jogo sem vencer, depois da derrota sofrida em Gondomar. Ainda assim, caiu um lugar, para penúltimo (10 pontos).

Jogos e resultados via Zerozero.pt.

Facebook Campeonato das Oportunidades

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.