Beira-Mar vence São João de Ver e ‘cava fosso’ de 12 pontos para o Bustelo

1271
Beira-Mar - São João de Ver.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Beira-Mar alcançou na receção ao São João de Ver a quinta vitória consecutiva, por 1-0, em partida da 23ª jornada do principal campeonato distrital de futebol disputada em Oliveira do Bairro por indisponibilidade do estádio municipal de Aveiro.

Os aveirenses reforçam a liderança (60 pontos), alargando a vantagem sobre o Bustelo (48 pontos), que empatou no reduto do Macieirense (2-2).

Ficha e vídeo

O Beira-Mar chegou ao intervalo em vantagem (1-0) sobre os visitantes, que eram terceiros classificados, e só não marcou mais porque João Oliveira cumpriu bem na função de guarda-redes.

Ao passar da meia hora, o ‘homem golo’ dos aveirenses, Rodrigo, aumentou a sua conta pessoal (11), na sequência de um canto, cabeceando de cima para baixo. O ponta de lança brasileiro marca há cinco jogos consecutivos.

André Nogueira (remate) e Aparício (cabeceamento) também dispuseram de lances de perigo que foram contrariados, em bom nível, pelo guardião visitante que logo no arranque da partida já tinha impedido um cabeceamento de Lobo de fazer estragos.

No primeiro quarto de hora da segunda parte assistiu-se a uma boa reação do São João de Ver. Ruben foi displicente na finalização, após um bom lance de Caio e permitiu a defesa de Maringá que, pouco depois, teve de opor-se a um remate mais perigoso de Zé António.

Os aurinegros, com uma boa falange de apoio nas bancadas, recuperaram o controlo do jogo e estiveram mais perto de mexer com o marcador.

Aos 27 minutos, o defesa direito André Nogueira ensaiou mais um remate, levando a bola a sair junto ao poste de João Oliveira.

A seguir, Aparício não quis ficar atrás, procurando também o segundo golo com mais um remate em acertar no alvo.

Apesar da margem mínima, a vitória nunca chegou a estar em causa até ao apito final.

Declarações transmitidas pela Rádio Terra Nova

“Na primeira parte assistimos a mais oportunidades do Beira-Mar, mas deveríamos ter aproveitado a nossas melhor. Na segunda parte tivemos a melhor ocasião, pelo Ruben. Depois sofremos desgaste, o Beira-Mar tem soluções para dar e vender. Faltou-nos discernimento. Aceita-se o resultado pela prestação das duas equipas. O primeiro lugar estará decidido. Nós queremos ser o mais competentes possíveis e terminar numa posição honrosa” – Ricardo Maia, treinador do São João de Ver.

“Sabíamos que não seria fácil, fomos superiores. Podíamos ter ganho por outros números. Defendemos bem, com exceção para um lance de perigo. O mais importante era somar os três pontos. Ganhamos dois pontos ao Bustelo, é certo, mas independentemente disso não podemos relaxar e trabalhar para assegurar a subida matematicamente o mais rápido” – Cajó, treinador do Beira-Mar.

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=126251

Publicidade, Serviços & Donativos