Beira-Mar: Manuel Rodrigues “é decisão arriscada, mas de convicção” – Afonso Miranda (pres. adjunto)

2696
Manuel Rodrigues, treinador do Beira-Mar, à esquerda.
Smartfire 728×90 – 1

A escolha da direção do Beira-Mar para sucessor de Ricardo Sousa no comando técnico da equipa principal, anunciada esta manhã, causou surpresa entre os adeptos do clube.

O presidente adjunto, Afonso Miranda, que tem o pelouro do futebol sénior, assumiu o risco de fazer regressar a Aveiro Manuel Rodrigues, que liderou a equipa júnior na passagem pela primeira divisão (2018-19), falhando o difícil objetivo de garantir a manutenção.

“Não provou absolutamente nada no futebol, tal como o Rúben Amorim antes de ir para um Braga. Ou como a maioria de todos os treinadores da nossa série. É nele que confiamos convictamente para irmos aos cinco primeiros lugares. Decisão arriscada, mas de convicção”, garantiu o dirigente aurinegro.

Manuel Rodrigues, 36 anos, que estava na Coreia do Sul integrado na equipa técnica de uma das principais equipas daquele país asiático, tem a favor o facto de ser um treinador já identificado com a realidade aveirense, “conhecendo a casa, as infraestruturas e a falta delas”, sublinha Afonso Miranda.

Além disso, acrescenta o presidente adjunto, “tem conhecimento imediato da equipa e dos nossos atletas, que tratou pelo primeiro nome no primeiro treino, assim como das equipas adversárias”.

Um “treinador destemido”, sócio e adepto do Beira-Mar, de quem a direção espera rever “o estilo combativo, que imprime raça e determinação em cada momento do jogo”.

O primeiro teste é esta quarta-feira na receção ao Recreio de Águeda.

“É um sonho estar a treinar o clube do coração”

“Quero agradecer à direção, é um sonho estar a treinar o clube do coração, desde pequeno que acompanho o Beira-Mar, com o meu pai; fui treinador cá, é um retorno a casa, estou bastante feliz. Vamos fazer tudo para trazer já amanhã os três pontos, uma alegria. É a primeira final, contra um Águeda que também necessita de pontos, vem cá com muita pressão. O nosso plantel tem grande qualidade, há pouco tempo para trabalhar o jogo, mas jogadores estão com atitude muito boa e querem vencer. Estamos numa situação privilegiada, dependemos unicamente de nós. Temos uma grande confiança em alcançar os objetivos. A pressão existe sempre que há um jogo, é algo de positivo. O nosso foco é nos três pontos”. – Manuel Rodrigues, treinador do Beira-Mar.

Artigo relacionado

Manuel Rodrigues regressa ao Beira-Mar para treinar a equipa principal

Publicidade, Serviços & Donativos