Beira-Mar alcança segunda vitória seguida inédita no CdP com muito sofrimento

1268
Beira-Mar - Alpendurada.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Beira-Mar somou, este domingo, a segunda vitória seguida na receção ao Alpendurada (2-1, golos apontados na primeira parte) em partida a contar para a 16ª jornada do Campeonato de Portugal (CdP), série B, o que aconteceu pela primeira vez esta época na prova. Um feito que não apaga uma segunda parte sofrível, que não teve pior desfecho graças, em grande medida, ao guarda-redes Luís Pedro.

Os aveirenses continuam em sexto lugar, agora com 25 pontos, a um do Gondomar e do Lourosa, equipas que se defrontaram, com os lusitanistas a aplicarem uma goleada caseira (4-0), dando sequência a um ciclo de quatro jogos sem derrotas.

Ficha de jogos, resultados e classificação via FPF.

Seguindo a velha máxima “em equipa que vence não se mexe”, os locais apresentaram-se sem alterações em relação à jornada anterior.

O Beira-Mar não tardou a mostrar qual era a estratégia perante um adversário teoricamente acessível. Aos 13 minutos, valeu aos visitantes o desvio feito pelo seu guarda-redes quando Rafinha surgia em boa posição de aproveitar um falhanço defensivo. O primeiro golo surgiria na sequência do canto. A ‘segunda bola’ foi ter a Maurício, que rematou e, no percurso até à baliza, Jota desviou, apontando, assim, o seu sexto golo na prova.

Luís Pedro, aos 18 minutos, estava atento aquando da primeira incursão ofensiva com algum perigo do Alpendurada.

Continuariam a ser, contudo, os locais, a estar mais perto de aumentar a vantagem. Após mais um canto, o médio brasileiro Maurício fez outro remate, desta vez em jeito, falhando o alvo’ por pouco.

A equipa forasteira beneficiaria de uma fase em que o Beira-Mar pareceu ter ‘desligado’ um pouco do jogo que estava a fazer. Maurício fez um mau atraso aos 24 minutos, que obrigou Gil Dias a desviar para canto, quando Landim estava pronto ‘a fazer estragos’. Depois seria Chiquinho a tentar a sorte num remate rasteiro, que Luís Pedro desviou para canto.

Só nos minutos finais da primeira parte os aveirenses conseguiram desequilibrar novamente a partida a seu favor e voltar a aparecer junto da baliza com perigo. Marcelo Santiago, desmarcado por Vieirinha na esquerda, atirou às malhas laterais. Depois seria Jota a finalizar uma ‘arrancada’ com um remate frouxo. À terceira foi mesmo golo: Vieirinha surgiu desmarcado e assistiu Rafinha na área, que atirou para o fundo da baliza (estreia a marcar).

O Alpendurada reduziu com um golo ‘caído do céu’ na sequência de um canto da direita. Gil Dias ‘aliviou’ de cabeça, mas a bola foi ter ao capitão André, que não desperdiçou a oportunidade, relançando o jogo.

O Beira-Mar entrou mal na segunda parte, sentido ‘calafrios’ num remate de Chiquinho a que Luís Pedro se opôs.

A equipa aveirense reagiu e poderia ter chegado ao 3-1 que ditaria um rumo diferente para o jogo certamente, mas Vieirinha rematou por cima da baliza uma bola, após assistência de Rui Sampaio.

Inesperadamente, a qualidade do futebol arrefeceu, como o tempo. Os aurinegros voltar a ficar ‘desconfigurados’, mesmo com acertos táticos e jogadores chamados do banco, e cederam ao Alpendurada, permitindo lances de perigo que trouxeram à lembrança dos adeptos locais os empates caseiros de má memória, porque consentidos, com Machico e Camacha.

Luís Pedro continuaria a ser ‘o abono de família’ do Beira-Mar. Uma ‘sapatada’ evitou um canto direto de Fábio. Depois, teve de disputar nas alturas um lance confuso com Landim.

O Alpendurada, num cruzamento da esquerda voltaria a criar perigo, mas desta vez sem ninguém para finalizar. Numa jogada idêntica, o guarda-redes da casa afastou a bola a punhos. E perto do final, na melhor oportunidade dos visitantes, o central André poderia ter feito ‘bis’ num remate à ‘queima roupa’, mas Luís Pedro defendeu com os pés.

No derradeiro lance da partida, um choque entre Kiko Rodrigues e um visitante causou preocupação dentro e fora de campo, no entanto os jogadores acabaram por se recompor.

Facebook Campeonato das Oportunidades

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.