Beira-Mar ainda com plantel por fechar venceu Padroense (2-1) na apresentação aos sócios

939
Beira-Mar 2021-22.
Smartfire 728×90 – 1

O Beira-Mar venceu um aguerrido Padroense (divisão de elite da Associação de Futebol do Porto) por 2-1 (ao intervalo os locais ganhavam por 1-0) no jogo de apresentação aos sócios realizado este domingo à tarde, que ficou marcado pelo equilíbrio, incluindo nas melhores oportunidades de golo, mas com os locais a revelarem maior eficácia.

Os aveirenses, que terminaram a pré época com quatro vitórias e três derrotas, recebem dentro de uma semana o Fermentelos no arranque do campeonato ‘maior’ da Associação de Futebol de Aveiro, para o qual foram relegados após duas épocas no Campeonato de Portugal.

O plantel apresentado, que ainda não está fechado, inclui 24 jogadores, tendo sido chamados dois juniores para a partida deste domingo, em que o treinador do Beira-Mar já terá mostrado qual poderá ser o onze, nesta fase, mais próximo da titularidade.

Para além de Adson (paragem prolongada), encontram-se lesionados Diego Tavares e Rafa Fonseca, sendo que o central brasileiro seria mesmo ‘carta fora do baralho’ para a primeira jornada, porque, além do mais, tem ainda um jogo de castigo da época passada a cumprir.

O Beira-Mar apresentou-se de início com João Frade; Rafinha, Rui Sampaio, João Pinto, Ricardo Ferreira, Maurício, Mathieu, Brayan; Sacra, Marcelo Santiago, Leandro Vieira.

A equipa da casa abriu o marcador por intermédio de Brayan, aos 11m. Um remate que surgiu na sequência de um cruzamento da direita que levou a bola caprichosamente ao poste mais afastado. O brasileiro contratado esta época saiu pouco depois lesionado, dando o lugar a Artur.

Aos 35 minutos, os visitantes poderiam ter chegado à igualdade. Nico, bem posicionado, cabeceou ao lado.

Em cima do apito de intervalo, Leandro Vieira, num excelente remate em arco, fez a bola passar junto à baliza.

Na resposta, o Padroense voltou a rondar com perigo a baliza da casa.

No início da segunda parte, Ricardo Maia fez apenas duas mexidas com as entradas de Diogo Almeida (guarda-redes) e Diogo Tavares, por troca com Sacra.

A formação do concelho de Matosinhos empatou pouco depois num bom lance de ataque. Derrick, em posição frontal, rematou sem dar chance de defesa, na sequência de um cruzamento da esquerda. Os forasteiros estiveram perto do 1-2, não fosse uma grande defesa de Diogo Almeida a opor-se ao remate de Pedras.

As equipas foram, entretanto, rodando jogadores. Do lado do Beira-Mar, entraram Dimitri, Mika, Kim, Bacar, Rodrigo Reis, Sanhudo (junior), Luis Filipe e Rodrigo (junior).

O Beira-Mar pressionava para oferecer a vitória aos seus adeptos, colhendo frutos aos 80m numa finalização de Diogo Tavares depois de assistido na área.

Ao ‘cair do pano’, o coreano Kim falhou por pouco o terceiro golo, com o remate a a sair junto ao poste.

Ricardo Maia quer equipa a “fazer por merecer vitórias”

No rescaldo da partida, o treinador Ricardo Maia admitiu que “o resultado foi melhor que a exibição” marcada “por muitas lacunas, especialmente defensivas, “que têm vindo a ser corrigidas”.

Espera, ainda assim, que a vitória dê “confiança” à equipa para entrar com ‘o pé direito’ no campeonato distrital em que irá apresentar-se “em todos os jogos a pensar na vitória, respeitando os adversários e a fazer por merecer os três pontos com qualidade coletiva e individual”.

O técnico adiantou que o clube está à procura de mais dois jogadores para lacunas ainda existentes no plantel e fazer face a problemas criados por lesões.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.