Aveiro / Transportes: Reforço do serviço Aveirobus aprovado pela Câmara / PS diz que são “serviços mínimos”

882
AveiroBus.

A Câmara de Aveiro chegou a acordo com a Transdev para aumentar a oferta de transporte público, que, a correr como previsto, entrará em vigor em janeiro de 2024. A adenda ao contrato relativo à operação Aveirobus, baseada num estudo de uma consultora da especialidade, implicará um investimento adicional de cerca de 517.700 euros pelos quilómetros a mais, carencendo de ‘visto’ do Tribunal de Contas.

Rui Soares Carneiro, vereador do PS, admitiu que o reforço dos serviços de autocarros e transportes fluviais “é um avanço”, mas que peca por tardio, apesar das “queixas” ouvidas ao longo do tempo, e ainda não seja “o suficiente”, defendendo que o concelho deveria, no que toca à política de mobilidade, adotar mais medidas além dos “serviços mínimos” para conseguir passar “da distrital à primeira liga”.

O presidente da Câmara alertou que as propostas sugeridas seriam incomportáveis para o município, estimando um custo, grosso modo, de três milhões de euros. “O PS quer arruinar mais uma vez o município (…), é preciso ter juízo”, criticou, considerando, ainda, que um tomada de posição destas, “exagerando” ao ponto de se justificar um novo concurso, não facilitaria o necessário ‘visto’.

O eleito socialista esclareceu que o partido não deixaria de votar favoravelmente a adenda, mas quis assumir, desde já, que “numa próxima revisão” deveriam ser tidas em conta necessidades ainda sentidas na oferta de transporte.

“Após o ano de estabilização”, que está a ser 2023, na sequência do grande impacto negativo da Covid-19, Ribau Esteves valorizou o aumento de serviço a prestar em quilómetros (de 1,3 milhões para 1,450 milhões, retirando 150 mil quilómetros da linha 3 anulada) é 12%, ressalvando que “não é possível ter um autocarro à porta de todas pessoas a qualquer hora”. Existem perspetivas que os transportes da Aveirobus tenham um crescimento de procura em anos próximos, por força do aumento de residentes, turistas e de utilizadores de transportes.

– 63 carreiras mais;
– Mais 15 carreiras noturnas à semana;
– Aumento 42 carreiras ao sábado e 43 aos domingos;
– Uma linha nova com serviço em redor da zona central urbana da cidade, servindo locais como o Centro Cultural de Congressos, a Loja do Cidadão, entre outras;
– Fim da linha 13, que servia a ligação fluvial a São Jacinto, entregue à concessão da Busway.

Comunicado da Câmara de Aveiro sobre adenda ao contrato com a Aveirobus.

A autarquia deixou na adenda uma “reserva” de verba, caso seja necessário utilizar na concessão atribuída há sete anos (para um prazo de 15 anos) para o período entre 2025 e 2029. Entretanto, irá subir os preços do tarifário do estacionamento na cidade, para incentivar a utilização dos transportes públicos.

O vereador do PS relativizou alguns números do reforço, por exemplo, ao fim-de-semana (mais 60%, o dobro), referindo que tem essa expressão, porque a oferta “era muito escassa”. Além disso, entende que continua a chegar para as necessidades” estudantis, laborais ou de lazer. Outra falha apontada é falta de respostas adequadas para as zonas industriais ou comerciais relevantes. Os horários noturnos deveriam, no entender do socialista, contemplar mais linhas e carreiras, nomeadamente colocando horários mais tardios. Falta, também, encurtar tempos de espera, alertou, pedindo que seja melhoradas as condições das paragens e da informação relativa aos transportes.

Questionado pelo vereador do PS, Ribau Esteves confirmou que os transportes fluviais também serão reforçados, em termos a definir aquando da entrada em atividade plena do novo ferry elétrico (ver declaração abaixo).

Gravação vídeo completa da reunião pública da Câmara de Aveiro.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.