Aveiro: Lixo provocado pelo turismo faz aumentar conta municipal com recolha

551
Veolia, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Aveiro deliberou ontem, na sua reunião pública, aumentar em cerca de 486.500 euros o encargo assumido com a empresa concessionária da recolha dos lixos urbanos.

O acerto de contas sob a forma de serviços a mais entra em vigor a 1 de julho “para fazer face ao aumento crescente de turistas na cidade e consequente aumento da produção de resíduos urbanos indiferenciados”.

O valor em causa é dividido pelos sete anos consequentes, entre 2020 e 2026, e correspondendo a cerca de 5% do contrato em vigor.

“Esta necessidade advém do sucesso da estratégia e opção política de desenvolvimento urbano e turístico, alicerçada nos pilares da Cultura e do Ambiente que têm no núcleo central da cidade, alguns dos seus ex-libris, como é o Museu de Aveiro / Santa Joana, o Museu Arte Nova, ou o Canal Central da Ria de Aveiro, destino turístico por excelência para quem visita a nossa Cidade e que tem feito aumentar todos os anos o número de visitantes e utilizadores pedonais da zona central de Aveiro”, explica a autarquia.

O serviço de recolha porta-a-porta de resíduos verdes e objetos domésticos de grandes dimensões, acrescenta a autarquia, “tem também obtido uma procura crescente pelos residentes, fruto do trabalho de sensibilização que tem sido levado a cabo e da consciência cívica para as questões ambientais, o que obriga ao reforço dos meios para que estes resíduos sejam encaminhados corretamente para o seu destino final, valorizando e reduzindo a pegada ambiental no município.”

O “ajuste pontual sublinha a capacidade para que a prestação de serviços alcance um nível de qualidade muito alto nos próximos meses”.

O processo segue para aprovação da Assembleia Municipal.

Artigos relacionados

Aveiro / Recolha de lixos: Arranque da concessão com nota positiva da Câmara, PS diz que não basta cumprir o contrato

Publicidade, Serviços & Donativos