Aveiro: Início da obra da Avenida Dr. Lourenço Peixinho

671
Avenida Lourenço Peixinho, Aveiro.
Banner Ol. do Bairro – cultura – 728X90

No seguimento do trabalho que temos vindo a desenvolver para executar uma importante obra de profunda requalificação urbana da Avenida Dr. Lourenço Peixinho, materializando em obra o projeto que já demos a conhecer publicamente em devido tempo, a Câmara Municipal de Aveiro (CMA) informa que estamos na fase final da elaboração do planeamento da execução da obra e que vamos fechar e anunciar nos próximos dias um cronograma acompanhado de uma explicação sobre a metodologia de execução da obra.

Para já, partilhamos algumas notas que consideramos importantes:

1. O estaleiro principal da obra vai ficar em terrenos localizados na Avenida da Oposição Democrática e começa a ser instalado na semana de 27JUL20;

2. A obra vai ser realizada pelo Empreiteiro MFA / Manuel Francisco de Almeida, e vai ser fiscalizada pela Empresa Prediseroa e por uma Equipa Técnica da Câmara Municipal de Aveiro;

3. Por força da boa construção e gestão da nova rede de águas pluviais, a obra vai ser executada da zona mais baixa (junto às “Pontes”) para a zona mais alta (junto à Estação da CP);

4. Para execução da obra, minimizando o seu impacto e compatibilizando o melhor possível com a vida normal da Avenida, vamos dividir em oito partes a Avenida;

5. A obra vai ter o seu início na semana de 17AGO20, sendo que as duas primeiras partes da Avenida que vão receber em simultâneo a obra, são o troço entre as “Pontes” e o edifício do antigo Banco de Portugal (em toda a sua largura; zona denominada por “Avenida-Praça”), e a zona da frente da Estação da CP incluindo o troço final da Rua Comandante Rocha e Cunha (entre a Avenida e o cruzamento com a Rua do Senhor dos Aflitos), onde se faz a ligação à Via Ciclável UA/Estação CP (que se encontra em fase final de obra);

6. A restante área da Avenida vai ser dividida em seis partes, executando-se a obra de forma progressiva nas três partes do lado direito de quem sobe a Avenida, seguindo depois e de forma progressiva para o lado esquerdo da Avenida, também no sentido ascendente. Estas três partes de cada um dos lados da Avenida, têm o seu limite nos cruzamentos com as Ruas Dr. Alberto Souto e Eng. Oudinot;

7. Os transportes públicos vão manter os seus circuitos normais, salvo na parte da Avenida onde não poderão circular na fase da obra da zona da “Avenida-Praça”, em que terão circuitos e paragens alternativas e próximas;

8. Durante a obra o trânsito automóvel vai manter, quase sempre, a circulação na Avenida em duas faixas de rodagem, uma em cada sentido (ascendente e descendente), existindo também zonas de estacionamento automóvel;

9. As Árvores existentes que não vão ficar na Avenida vão ser transplantadas para outros locais do Município de Aveiro. Com esta obra a Avenida vai passar das atuais 69 Árvores para 144;

10. Vamos realizar uma Exposição sobre a História e o Futuro da Avenida, a apresentar em vários locais sendo o primeiro o edifício da Antiga Capitania, assim como várias campanhas de promoção da Avenida e de Aveiro durante o desenvolvimento da obra.

Esta é uma obra muito importante, que cria uma renovada Avenida, com mais árvores (cerca do dobro), sem semáforos, dando primazia aos modos suaves de mobilidade e cuidando de bons espaços de estacionamento. Vai ter quatro faixas de circulação limitada a 30 km/h e com pavimentos que vão reduzir em muito a emissão de ruido. Duas dessas faixas vão ser vias dedicadas para ciclovias e transportes públicos.

A CMA vai cuidar de fazer o marketing da obra e várias ações de promoção da Avenida Dr. Lourenço Peixinho, com eventos e investimentos da Comunicação Social Local e Nacional, sendo o primeiro a inauguração de uma Exposição sobre a História e o Futuro da Avenida.

Com este grande e importante investimento cofinanciado pelos Fundos Comunitários do Centro 2020, a CMA incentiva e acompanha o muito investimento privado que tem sido feito na Avenida, nos serviços, comercio e habitação, com algumas dezenas de milhões de euros, e o muito que vai continuar a ser executado aos olhos de todos, sendo que boa parte desde investimento teve como um dos seus incentivos esta obra que agora vamos executar e que anunciámos publicamente há cerca de 4 anos (em dezembro de 2016), integrada no PEDUCA.

Município de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos