Aveiro/ Dia da Marinha: “Festa e evocação”

606
Monumento evocativo do Dia da Marinha, Aveiro.

Que a Marinha volte sempre à Região de Aveiro, e que, assim como em 2003 o Dia da Marinha em Ílhavo foi promotor do regresso à vida do Navio Treino de Mar Creoula, que o Dia da Marinha em Aveiro de 2024 tenha como uma das suas boas consequências, o regresso do Creoula.

Por José Ribau Esteves *

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

No cumprimento de Bom Dia e de Boas Vindas que a todos entrego nesta minha primeira palavra, quero expressar a honra que tenho em viver este momento único da vida da Cidade, do Município e da Região de Aveiro, de receber o Dia da Marinha 2024 em Aveiro Capital Portuguesa da Cultura.

A presença da Marinha Portuguesa em Aveiro é especial para todos os Cidadãos de Aveiro e sei bem que também o é para os Marinheiros Portugueses, tendo um lugar de referência destacada a presença do Navio da República Portuguesa Sagres, atracado bem no centro da Cidade de Aveiro, ao lado da Marinha Museu da Troncalhada e dos Terrenos da Antiga Lota de Aveiro, no Cais do Sal, agora e sempre, o Cais da Sagres, o Cais da Marinha.

É esse encontro de Cultura, construída na notável vida da Marinha Portuguesa ao longo de 700 anos, e na também notável vida de Aveiro ao longo de mais de 10 séculos, que faz todo o sentido para comemorarmos a Portugalidade como instrumento de afirmação do Povo Português, de enaltecermos a aposta de quem quis e conseguiu dar novos Mundos ao Mundo, de marcar a ambição de sermos Cidadãos da Europa e do Mundo bem ancorados neste belo canto à beira-mar plantado, de rica história e cultura.

E é muito importante estarmos de bem com o nosso passado, termos as contas em dia com cada um dos momentos da história de Portugal, e canalizarmos todas as energias e capacidades individuais que se exponenciam quando conseguimos ser uma verdadeira comunidade, para que a cada dia do presente consigamos fazer Mais e Melhor pela Nossa Terra e pela Nossa Gente, em razão do futuro que sempre vai chegar a cada dia.

A Câmara Municipal de Aveiro assume a aposta em prosseguir o caminho do crescimento e do desenvolvimento, da boa gestão pública pela elevada qualidade dos serviços prestados aos Cidadãos e da capacidade de manter elevados níveis de investimento na capacitação do Município para propiciar uma continuada elevação da qualidade de vida dos Cidadãos.

Investimos em todos os setores de atividade para que o desenvolvimento seja integral, destacando aqui alguns deles. Na Educação como prioridade, qualificando o parque escolar e inovando com a Educação STEAM. Na Cultura e no Ambiente como fatores distintivos da Cidade dos Canais que a fazem única. Na Qualificação Urbana do espaço público que é a casa de todos, para que seja sempre um espaço aprazível e inclusivo. Na introdução das tecnologias na gestão dos edifícios e espaços públicos, promovendo a qualidade e a transparência dos serviços prestados e a participação dos Cidadãos. Nas políticas de transição climática, digital e energética, damos o nosso contributo para o alcançar importantes das metas definidas, destacando pela sua condição naval e inovadora, o novo Ferryboat elétrico Salicórnia, fabricado em Portugal e em operação há quase quatro meses.

A Câmara Municipal de Aveiro mantém o seu empenho no associativismo, porque juntos somos sempre mais fortes. Por isso nos empenhamos com responsabilidades relevantes, na Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, na Associação Nacional de Municípios Portugueses, que amanhã comemora de forma especial os seus 40 anos de vida, assim como nos empenhamos nos trabalhos doComité das Regiões da União Europeia. E tudo em nome de Portugal, da Europa e do Mundo.

Do Portugal que temos para cuidar com muito mais competência, com a liderança responsável de quem Governa e a quem desejamos sucesso, a participação construtiva de quem é Oposição e Alternativa, a mobilização de todas as Forças Vivas com especial referência para as Empresas e os Cidadãos Portugueses e de todas as Nacionalidades que assumem Portugal como a sua Terra num qualquer momento da sua vida, o que também muito nos honra e responsabiliza.

Da Europa que temos para cuidar com especial pertinência num momento de Eleições para o Parlamento Europeu, garantindo a governabilidade das Instituições Europeias pela manutenção do poder do centro político que tem de ser muito mais arrojado e determinado na gestão dos problemas que mais perturbam os Europeus: o desenvolvimento económico e o emprego, a segurança e a defesa, a política de imigração devidamente cuidada e cuidadora, a política de coesão verdadeiramente promotora do desenvolvimento integral da União Europeia.

Do Mundo que temos para cuidar com a aposta determinada no reforço da defesa da Democracia de modelo ocidental, em Portugal e nos Países onde se fala Português, dos Estados Unidos da Améria à Eslováquia, da Ucrânia a Israel onde a defesa da Democracia se coloca a par da defesa dos Cidadãos pela operação militar em curso e em reação a agressões absurdas e marginais à Lei e à Boa Ordem da relação entre Países e Povos.

Estimadas Cidadãs e Estimados Cidadãos

Hoje é dia de festa e de evocação, de fortalecer as esperanças e de reforçar as energias. Agradeço a todas as pessoas e entidades públicas e privadas que com um qualquer contributo, tornaram possível as comemorações do Dia da Marinha em Aveiro.

Exmo Sr. Almirante Gouveia e Melo, Chefe do Estado Maior da Armada

Tendo na vida a experiência de ter iniciado a minha relação direta com a Marinha aos 17 anos, de ter vivido o dia dos meus 18 anos a bordo do Navio-Escola Sagres, de ser membro do Curso Conde São Vicente da Escola Naval, onde estudei até ao início do segundo ano e de onde saí por determinação da minha paixão pela política, quis sempre, como Presidente do Cluster do Mar Português, da Câmara Municipal de Ílhavo durante 16 anos e da Câmara Municipal de Aveiro há 10 anos, cuidar da relação intensa dessas terras de Mar e Marinheiros, com a Marinha Portuguesa, com múltiplos projetos e eventos, o que muito me honrou e honra, assim como às Gentes desta Região de Aveiro.

É neste enquadramento que quero agradecer penhoradamente, a Vª Exa e à Marinha Portuguesa, a condecoração que me atribuiu hoje, nesta inesquecível cerimónia do Dia da Marinha na Capital Portuguesa da Cultura 2024, da Medalha da Cruz Naval 1ª Classe, assumindo perante todos o compromisso de continuar a viver na Nossa Terra, navegando por águas e mares onde a Marinha opere, os Cidadãos tenham vida e Portugal construa futuro, com a nossa Europa e o nosso Mundo.

Que a Marinha volte sempre à Região de Aveiro, e que, assim como em 2003 o Dia da Marinha em Ílhavo foi promotor do regresso à vida do Navio Treino de Mar Creoula, que o Dia da Marinha em Aveiro de 2024 tenha como uma das suas boas consequências, o regresso do Creoula, Navio do Ministério da Defesa Nacional e operado pela Marinha Portuguesa, à importante missão de promover a sua história da heroica pesca do bacalhau à linha, de relevante importância cultural, e de alimentar uma relação viva, estimulante e recrutadora, da Marinha com os Cidadãos civis que nele irão embarcar.

Seguimos Juntos na Luta por Mais e Melhor para a Nossa Terra e para a Nossa Gente.

* Presidente da Câmara de Aveiro (discurso do Dia da Marinha).

Dia da Marinha, Aveiro.

 

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.