Aveiro: BE reafirma apoio a regresso de freguesias agregadas pelo Governo PSD-CDS e faz reparo ao PS

809
Bloco de Esquerda, Aveiro.

O Bloco de Esquerda (BE) defende “o regresso das freguesias extintas” em Aveiro, nomeadamente Requeixo, Nossa Senhora de Fátima, Nariz e Eirol.

Em comunicado, a concelhia bloquista critica a coligação PSD/CDS que em 2013 no Gverno e na Assembleia Municipal aprovaram a agregação.

Os eleitos do BE nos órgãos autárquicos de Aveiro comprometem-se, desde já, “a votar pelo regresso das freguesias extintas”.

Segundo os bloquistas, a agregação desencadeada pelo “Governo de austeridade” PSD/CDS levou a fechar serviços públicos nas zonas mais despovoadas do território e abandonaram as populações.

“A extinção de freguesia foi mais um passo nesse sentido, deixando as populações mais longe dos centros urbanos com acesso mais dificultado aos serviços públicos. Foi ainda uma medida que não teve qualquer impacto orçamental, foi meramente um ataque à democracia popular e aos serviços públicos”, lamenta o BE, exigindo, ainda, “rigor neste debate”.

Uma referência à tomada de posição de Manuel Oliveira de Sousa, cabeça de lista para a Câmara da coligação PS-PAN ‘Viva Aveiro’.

“O candidato do Partido Socialista afirma que com a nova lei várias freguesias extintas, que enumera incluindo Eirol, podem voltar a ser freguesias. Ora, ao contrário do que o candidato diz, a lei do governo impede liminarmente a criação da freguesia de Eirol e cria dificuldades à criação das freguesias de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz. Essas condições foram aliás acordadas entre PS e PSD”, lembra o comunicado do BE.

Artigo relacionado

Coligação ‘Viva Aveiro’ (PS-PAN) apoia desagregação de freguesias

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.