Autárquicas 21: BE avança com mais candidatos a freguesias em Aveiro/ Chega quer ‘travar’ demolição de piscinas

1422
Aveiro, Paços de Concelho.
Smartfire 728×90 – 1

Francisca Matos para Junta de Freguesia de São Bernardo e Tiago Barbosa na Freguesia de Eixo e Eirol. São mais dois candidatos do Bloco para as freguesias do concelho de Aveiro.

Francisca Matos, estudante, 25 anos, entende ser “fulcral construir a alternativa que traga melhorias efetivas na qualidade de vida das pessoas para que o equilíbrio social e individual se restaure” e compromete-se na defensa dos “direitos do cidadão na saúde, educação, apoio social e no trabalho”, reclamando também mais atenção aos transportes públicos e à falta de correios, que encerraram o posto local.

S. Bernardo é liderada pela coligação PSD-CDS.

Tiago Barbosa, 32 anos, operador metalúrgico e bombeiro, é o primeiro candidato do Bloco de Esquerda à Assembleia de Freguesia de Eixo e Eirol, onde o partido tem um eleito.

Por isso, pretende dar continuidade ao trabalho realizado na Freguesia desde 2017 para “fazer a diferença”, em defesa dos serviços públicos e direitos sociais”, propondo “programas específicos para a população mais carenciada e que a mesma consiga apoios necessários e essenciais.”

A Freguesia de Eixo e Eirol é presidida pelo PS.

Ainda pelo concelho, o Chega vai ter um candidato à Câmara de Aveiro. Trata-se de Cândido Oliveira, 64 anos, militar na reforma, vice-presidente da Comissão Política Distrital de Aveiro do partido.

Cândido Oliveira, candidato do Chega à CM de Aveiro.

O também escritor e artista plástico Junta-se a Nelson Peralta (BE), Manuel Oliveira de Sousa (PS), Miguel Viegas (CDU) e Ribau Esteves (PSD-CDS-PPM).

Uma das primeiras iniciativas de Cândido Oliveira, que vive em Aveiro há mais de 40 anos, foi “exigir” ao presidente da Câmara de Aveiro “a paragem imediata da demolição” da antiga piscina coberta do Beira- Mar, atualmente nas mãos de uma empremsa imobiliária, que entende ainda poder ser útil à cidade.

O cabeça-de-lista quer reunir de “urgência” com o líder da edilidade para conhecer “os contornos deste negócio que nos parece, pelas notícias que têm vindo a público, pouco transparente.”

Sobre o seu programa eleitoral, o Chega anuncia ainda que “irá pautar a sua actuação pela proximidade do execitivo camarário com as pessoas, pela total transparência dos negócios que vierem a ser efectuados pela Câmara Municipal e pelas contas certas e transparentes por forma a que nenhum munícipe desconheça onde e como são aplicados os dinheiros públicos.”

Nas eleições legislativas de 2019, o Chega teve 1,10 % (429 votos) no concelho de Aveiro. Nas presidenciais deste ano, André Ventura, líder do partido e deputado, obteve 10,19%, o terceiro candidato mais votado.

Movimento 2030 alerta para falta de vigilância balnear em Ovar

Pela região, em Ovar, o Movimento 2030, que concorre aos orgãos autárquicos locais, vem dizer que a Câmara local “colocar em risco a vida dos banhistas nas praias do Concelho” ao reduzir de 10 para 7 os nadadores-salvadores em Esmoriz, apesar de gastar “mais um terço do que em 2020” na vigilância.

A candidatura independente liderada por Henrique Araújo pede que a autarquia “repense a situação, pois corre o risco de ser assacada à sua pessoa a responsabilidade de
eventuais acidentes, nas águas das nossas praias, quando são conhecidas por, nos últimos anos não terem registado uma única morte, no Atlântico” ((continuar a ler comunicado)).

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.